Promotores de petição online pedem melhores comunicações nas Flores e Corvo


 

Lusa/AO online   Regional   23 de Set de 2011, 14:48

Os promotores da petição online em defesa da ligação das Flores e do Corvo ao cabo de fibra ótica ironizaram hoje com a melhoria das comunicações originada pela presença do Presidente da República nestas duas ilhas dos Açores.
“O quotidiano das comunicações nas ilhas das Flores e do Corvo é regido pela muito lenta velocidade de acesso à Internet, pela fraca pujança na comunicação e troca de dados que as empresas comerciais e entidades públicas necessitam de fazer com o exterior, pela medíocre qualidade das chamadas telefónicas e pela inexistência de televisão por cabo”, refere o texto da petição, feita em nome da população das duas ilhas, que já recolheu mais de 400 assinaturas.

Esta situação contrasta, segundo um comunicado hoje divulgado pelos promotores da petição, com a "qualidade razoável" das ligações garantidas durante as 24 horas que Cavaco Silva vai passar no Grupo Ocidental dos Açores.

Nesse sentido, ironizam que, se o Presidente da República permanecesse mais tempo nas Flores e no Corvo, "até seria mais fácil seguir" as suas notas na rede social FaceBook.

“Os florentinos e os corvinos pagam o preço normal-base pelos serviços de telecomunicações, mas é-lhes servida qualidade baixa e medíocre fiabilidade”, refere o texto da petição.

As duas ilhas do Grupo Ocidental são as únicas do arquipélago que não estão ligadas ao cabo de fibra ótica, cuja concretização tem sofrido sucessivos adiamentos.

O contrato para esta ligação, num investimento de 20 milhões de euros, foi assinado a 18 de Maio, mas ainda não foi divulgado o calendário para a sua concretização.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.