Portugal venceu Azerbaijão por 2-0

Portugal venceu Azerbaijão por 2-0

 

Lusa / Ao online   Futebol   13 de Out de 2007, 18:17

A selecção portuguesa de futebol ascendeu hoje provisoriamente ao segundo lugar do grupo A e manteve-se apenas dependente de si própria para chegar ao Europeu de 2008, ao vencer o Azerbaijão por 2-0, em Baku.
    O encontro ficou resolvido na primeira parte, período em que Bruno Alves (12 minutos) e Hugo Almeida (45) se estrearam a marcar pela selecção das “quinas”, enquanto Aslan Kerimov viu o cartão vermelho directo (28), por agressão a Cristiano Ronaldo.

    Num jogo em que Ronaldo (foi “capitão” devido à lesão no aquecimento de Nuno Gomes, substituído no “onze” por Hugo Almeida) e Deco cumpriram a 50ª internacionalização “AA” e Miguel Veloso a primeira, Portugal criou, depois, várias oportunidades na segunda parte, mas o marcador não mais se alterou.

    A formação das “quinas” somou o quinto triunfo na fase de apuramento e colocou um ponto final numa série de três jogos consecutivos sem ganhar (1-1 na Arménia, 2-2 com a Polónia e 1-1 com a Sérvia), o que em qualificação não acontecia desde 1988.

    Com este resultado, Portugal passou a somar 20 pontos, menos um do que a líder Polónia, mais um em relação à Finlândia, terceira, e três face à Sérvia, quarta, que empatou na Arménia (0-0), numa altura em que as quatro formações contam 11 jogos disputados.

    O conjunto luso, orientado por Flávio Teixeira, vulgo Murtosa, na sequência do castigo aplicado a Luiz Felipe Scolari, pode, ainda hoje, voltar ao terceiro lugar, se a Finlândia vencer na Bélgica, e ver os polacos afastarem-se (recebem o Cazaquistão).

    Portugal volta a jogar quarta-feira, no Cazaquistão, e fecha a sua participação no grupo A em casa, frente à Arménia (17 de Novembro, em Leiria) e à Finlândia (21 de Novembro, no Dragão, no Porto).

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.