Plataforma de Apoio a Refugiados já acolheu 726 pessoas

Plataforma de Apoio a Refugiados já acolheu 726 pessoas

 

Lusa/AO Online   Nacional   12 de Ago de 2019, 17:31

A Plataforma de Apoio a Refugiados, criada no final de 2015, já acolheu 726 pessoas refugiadas, afirmou hoje, em Fátima, a diretora da Obra Católica Portuguesa das Migrações (OCPM), Eugénia Quaresma.

"726 pessoas é um número pequenino, se pensarmos que estão dispersas por diferentes comunidades e regiões [do país]. É um número que não custa a acolher e, portanto, a Europa tinha capacidade - se não fosse esta recusa de alguns países - de acolher muitos mais", disse a diretora da OCPM, uma das entidades fundadoras da plataforma, que falava numa conferência de imprensa, no Santuário de Fátima, onde começa esta segunda-feira a Peregrinação Internacional de agosto, que integra também a Peregrinação Nacional do Migrante e Refugiado.

Eugénia Quaresma sublinhou ainda que este número ajuda também "a combater a lógica do discurso da invasão" de refugiados na Europa.

Questionada sobre a necessidade de as migrações serem debatidas aquando do arranque da campanha das eleições legislativas, Eugénia Quaresma considerou que é importante esse assunto estar na agenda dos partidos políticos, "mas também da parte de quem os elege".

"É preciso combater os medos", defendeu a diretora da OCPM.

A atual configuração do Parlamento Europeu e a posição do Governo italiano relativamente aos refugiados também preocupam Eugénia Quaresma, salientando que é necessário uma resolução "conjunta e colaborativa" para esta questão.

"Temos que olhar para as migrações como algo que faz parte da vida da humanidade", vincou, frisando que, se hoje uns são refugiados, "amanhã poderemos ser nós".

A Peregrinação Internacional de agosto arranca hoje e termina na terça-feira, com as celebrações a serem presididas pelo cardeal canadiano Marc Ouellet.

Segundo o Santuário de Fátima, estão inscritos 50 grupos de peregrinos de diferentes países, como Vietname, Senegal, Polónia, Malásia, Argentina ou Alemanha.

Na peregrinação de agosto de 2018, estima-se que tenham marcado presença cerca de 150 mil peregrinos.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.