Açoriano Oriental
Pequenas repartições de Finanças dos Açores deixam de receber pagamentos em dinheiro

Pequenas repartições de Finanças situadas em pelo menos quatro ilhas dos Açores deixaram de aceitar pagamentos em dinheiro, passando a exigir o cartão multibanco em todas as transações, denunciou o PSD/Açores.

article.title

Foto: PSD/A
Autor: Lusa/AO Online

"Desde o início de fevereiro que os serviços de Finanças de Velas e Calheta (ilha de São Jorge) só aceitam pagamentos por cartão multibanco", refere o presidente da Comissão Política de Ilha do PSD, Paulo Silveira, em comunicado enviado às redações, lamentando que os contribuintes não possam fazer os seus pagamentos ao Estado "da forma que lhes for mais conveniente".

Para o dirigente social-democrata, "limitar os pagamentos somente ao multibanco é condicionar a vida das pessoas", sobretudo em ilhas com "população bastante envelhecida", situação que está a gerar "constrangimentos", mesmo quando estão em causa "verbas irrisórias".

“Numa ilha com uma população bastante envelhecida, em que muitos dos idosos não têm por hábito o uso do multibanco, está-se a criar um enorme constrangimento à vida das pessoas”, sublinhou.

O assunto já levou a que o deputado do PSD/Açores à Assembleia da República Paulo Moniz questionasse o ministro das Finanças sobre esta matéria, lembrando que, além de São Jorge, o problema verifica-se também nas repartições de finanças das ilhas Graciosa, Flores e Corvo.

A Lusa solicitou esclarecimentos ao Ministério das Finanças sobre esta matéria, mas até ao momento não obteve resposta.



Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.