Paulo Bento espera dificuldades mas está "convicto" que vai estar no Mundial


 

Lusa/AO online   Futebol   21 de Out de 2013, 16:46

O selecionador português de futebol, Paulo Bento, afirmou que está "ciente das dificuldades" que vai enfrentar frente à Suécia, no "play-off" de acesso ao Mundial2014, mas "convicto" no apuramento.

 

“Estou ciente das dificuldades que vamos encontrar, mas, ao mesmo tempo, convicto que estaremos no Brasil”, frisou Paulo Bento, adiantando que espera “uma eliminatória equilibrada e competitiva”.

O técnico luso destacou o incontornável Zlatan Ibrahimovic, jogador do Paris Saint-Germain: “É uma equipa que tem uma grande referência no seu jogo, como é Ibrahimovic, mas que não vale só pode ter esse jogador, é uma equipa forte coletivamente”.

Paulo Bento lembrou que a Suécia tem “estado várias vezes nos grandes eventos”, nomeadamente em “fases finais do Mundial”, pelo que Portugal terá de “competir da melhor maneira” para atingir o objetivo pretendido, “que é estar no Mundial de 2014”.

“Temos de fazer dois bons jogos e competir como tem que competir uma grande equipa”, frisou o técnico da formação das “quinas”, que terminou o Grupo F europeu de apuramento no segundo lugar, com menos um ponto do que a Rússia.

Agora, o que é preciso é “começar a preparar da melhor maneira” os dois jogos, o primeiro a 15 de novembro, no Estádio da Luz, em Lisboa, e o segundo a 19, na Suécia.

“Temos algum conhecimento da equipa da Suécia, mas iremos aprofundá-lo, tentar conhecer da melhor maneira possível tudo aquilo que diz respeito à sua parte coletiva e à parte individual e, depois, definir a melhor estratégia, sabendo que temos o primeiro jogo em casa”, explicou.

Depois, “em função daquilo” que Portugal fizer “no primeiro jogo, pensar no segundo jogo, pois são jogos com o mesmo objetivo, mas com estratégias diferentes”.

“O que para nós é fundamental, é estarmos convictos e conscientes de que temos possibilidades de chegar ao Mundial de 2014”, prosseguiu Paulo Bento.

Quanto ao facto de o primeiro jogo ser em casa, o selecionador luso não está preocupado: “Não me parece que seja uma coisa boa ou negativa”.

Ainda assim, Paulo Bento lamenta não poder fazer o último treino antes do segundo jogo em casa: “Sendo o segundo jogo fora e tendo que treinar no campo do adversário, isso, em termos de estratégia, tem alguma limitação, que teremos de antecipar”.

“Mas, não será nunca uma fator desses a inibir-nos de jogarmos como tempos de jogar, de competir como temos de competir e esgotar todas as nossas possibilidades, que são muitas, de estar no Mundial de 2014”, finalizou.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.