Açoriano Oriental
Marcelo pede mudança global face às alterações climáticas no Dia do Refugiado

O Presidente da República assinala hoje o Dia Mundial do Refugiado com uma mensagem em que pede uma mudança global face às alterações climáticas, realçando que há milhões de pessoas deslocadas pelas suas consequências.

Marcelo pede mudança global face às alterações climáticas no Dia do Refugiado

Autor: Lusa


Esta mensagem de Marcelo Rebelo de Sousa foi publicada no portal da Presidência da República na Internet hoje, Dia Mundial de Refugiado, que se celebra em 20 de junho por iniciativa da Organização das Nações Unidas (ONU).

"No Dia Mundial do Refugiado sabemos que 120 milhões de pessoas foram obrigadas a abandonar as suas casas, as suas comunidades, os seus países. Um número que cresce anualmente, refletindo não só o impacto dos novos conflitos mundiais, como das crises que permanecem sem solução", lê-se no texto.

Marcelo Rebelo de Sousa refere que neste ano de 2024 "as Nações Unidas sugerem uma especial atenção à realidade das pessoas refugiadas em virtude das alterações climáticas, dando visibilidade a uma evidência que tem de ser assumida para que possa ser efetivamente combatida".

"Só uma mudança de atitude global face às alterações climáticas poderá proteger os milhões de cidadãos deslocados em todo o mundo pelas suas consequências", defende o chefe de Estado.

Quanto a Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa menciona que neste dia 20 de junho se "assinala o aniversário do acordo climático celebrado com Cabo Verde, de conversão de dívida em fundo ambiental para investimento na transição energética daquele país".

Segundo o Presidente da República, este "acordo inédito" que Portugal celebrou com Cabo Verde "é igualmente a afirmação do compromisso nacional com os objetivos do desenvolvimento sustentável e com a postura humanista de hospitalidade e acolhimento aos refugiados".


PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados