Açoriano Oriental
Mais de 400 casais de águia imperial resgistados este ano na Península Ibérica
Mais de 400 casais de águia imperial foram registados este ano na Península Ibérica, 11 dos quais em Portugal, informou o Ministério espanhol da Agricultura, Alimentação e Meio Ambiente.

Autor: Lusa/AO online

De acordo com os últimos dados do Grupo de Trabalho luso-espanhol da Águia Imperial, de um total de 407 casais, 396 vivem em Espanha: 150 na zona de Castela-La Mancha, 91 na Andaluzia, 56 em Castela e Leão, 50 na Estremadura e 49 na área de Madrid.

O ministério espanhol assinalou que a águia imperial, a ave de rapina mais ameaçada da Europa, está em recuperação na Península, o que se deve a ações de conservação, acompanhamento e estudo da espécie nos últimos anos, segundo a agência noticiosa espanhola EFE.

Referiu ainda que, em 1999, quando se iniciou o recenseamento da espécie, existiam 132 casais de águia imperial.

O objetivo estabelecido na Estratégia de Conservação da Águia Imperial é alcançar os 500 pares, adiantou.

A águia imperial é a par do lince ibérico uma das espécies alvo de colaboração luso espanhola em termos de conservação da natureza. O memorando de entendimento entre os dois países foi assinado em 2004.

 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.