Lions Clube de Nordeste em ação “Eu Sou vigilante da Floresta”

Lions Clube de Nordeste em ação “Eu Sou vigilante da Floresta”

 

Susete Rodrigues/AO Online   Regional   25 de Mar de 2019, 14:57

O Lions Clube de Nordeste, em parceria com a Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA-Açores), promoveu diversas atividades relacionadas com o conhecimento e preservação da Floresta Laurissilva.

De acordo com nota, o objetivo foi o de alertar para a necessidade de reabilitar as áreas invadidas por espécies exóticas, de modo conservar os habitats naturais da Serra da Tronqueira e do Planalto dos Graminhais e de contribuir para o equilíbrio dos ecossistemas locais.

Estas iniciativas foram acompanhadas pelo Governador do Distrito 115 Centro Sul – Pedro Crisóstomo, e pela Presidente da Divisão 14 – Lídia Silveira.

As atividades iniciaram-se com uma visita dos alunos ao laboratório e aos viveiros da SPEA em Santo António de Nordestinho, onde tiveram contacto com os trabalhos que têm sido desenvolvidos desde 2003 para a preservação da Floresta Laurissilva e a recuperação do habitat do Priolo.

No laboratório, puderam ver as sementes de algumas plantas endémicas, manuseá-las, analisá-las, observá-las ao microscópio e com lupas, de modo a perceberem o processo de germinação das plantas e de formação da floresta. Foi explanado o contexto histórico que levou à degradação da floresta nativa, descritas as principais ameaças relacionadas com a proliferação de plantas exóticas invasoras, e aclarada a importância da recuperação da Laurissilva para a preservação dos ecossistemas das Terras do Priolo, explica a nota do Lions Clube de Nordeste.

A visita aos viveiros da SPEA-Açores permitiu observar as várias fases de desenvolvimento das plantas ali reproduzidas até que estejam em condições de ser transplantadas para as zonas de floresta. Os estudantes puderam manusear as plantas, analisar as texturas, as raízes, as folhas e observar os sistemas de rega utilizados nas estufas.

No final da atividade, os alunos foram desafiados a desenhar uma planta endémica à sua escolha, processo que os levou a um olhar mais atento sobre as formas das plantas e das flores. Os resultados desta iniciativa estarão expostos no Posto de Turismo da Vila de Nordeste entre os dias 20 e 31 de maio.

André Neves, assessor da campanha para os Açores “Eu Sou vigilante da Floresta”, referiu que esta ação "foi bastante positiva, pois permitiu sensibilizar as crianças para a proteção ambiental, alertando-as para a riqueza da Floresta Laurissilva", disse citado em nota de imprensa.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.