Líder supremo do Irão diz que Donald Trump "desacreditou" prestígio dos EUA


 

Lusa/Ao online   Internacional   3 de Nov de 2018, 18:44

O líder supremo do Irão, o 'ayatollah’ Ali Khamenei, afirmou este sábado que o Presidente norte-americano, Donald Trump, "desacreditou" o seu país, apontando que Washington será o último a perder no restabelecimento das sanções a Teerão.

"Este novo Presidente norte-americano (...) desacreditou o que restava do prestígio dos Estados Unidos e da democracia. O poder de constrangimento dos Estados Unidos, utilizando a sua força económica e militar está igualmente em declínio", disse o 'ayatollah’ Ali Khamenei numa mensagem na rede social Twitter.

O responsável rejeitou o regresso das sanções norte-americanas, nomeadamente contra o setor petrolífero iraniano, que devem entrar em vigor na segunda-feira.

"A disputa entre os Estados Unidos e o Irão começou há 40 anos, e os Estados Unidos agiram muito contra nós", salientou o líder da República Islâmica do Irão, denunciando uma "guerra militar, económica e mediática".

Segundo o 'ayatollah’ Ali Khamenei, "nesta disputa, os derrotados são os Estados Unidos e o vencedor é a República Islâmica".



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.