JS/Açores acusa JSD da região de "tentativa de desqualificação do debate público"

JS/Açores acusa JSD da região de "tentativa de desqualificação do debate público"

 

Lusa/AO Online   Regional   31 de Ago de 2018, 09:24

A Juventude Socialista (JS) dos Açores acusou a Juventude Social-Democrata (JSD) da região de uma "permanente tentativa de desqualificação do debate público" e de ter posições representativas do "pior que há na 'trica' partidária".

"Ao invés de apresentar propostas concretas que, por exemplo, contribuam para reforçar a confiança dos cidadãos no sistema democrático e para ampliar a participação e o envolvimento cívico da juventude, a JSD/A, num assomo desbragado e revelador do pior que há na trica partidária, preferiu afirmar que o Governo dos Açores governa para «familiares e amigos»", diz nota do PS/Açores enviada às redações.

Horas antes, o líder da JSD/Açores, Flávio Soares, havia aberto a Universidade de Verão da estrutura criticando o executivo dos Açores, do PS, que acusou de governar "para os familiares e amigos", num "estilo de governação cinzento, conformado e sem capacidade de inovar".

A JS da região sublinhou na nota à imprensa "os bons resultados alcançados pelas políticas públicas promovidas pelo Governo dos Açores, os quais são traduzidos pela generalidade dos indicadores comparativos em diversos domínios", nomeadamente o registo do "menor número de desempregados desde 2010 ou o facto de haver mais jovens a trabalhar hoje do que no início desta legislatura".

"Enquanto, nos Açores, o Governo do PS/Açores desenvolveu políticas públicas de apoio aos jovens e às famílias, o Governo apoiado pela JSD/Açores, na República, incentivou dezenas de milhares de jovens a abandonar o país", sublinha o texto dos jovens socialistas.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.