Crianças

Internet veio aumentar a escala e o potencial de crimes contra crianças

Internet veio aumentar a escala e o potencial de crimes contra crianças

 

Lusa/AO online   Nacional   13 de Dez de 2011, 14:32

A Internet veio aumentar “a escala e o potencial” de crimes contra as crianças”, alerta um relatório da UNICEF, que defende a necessidade de capacitar os mais novos para se protegerem e acabar com a impunidade dos abusadores.
“Embora ofereça mais oportunidades para educação e informação que em qualquer outra época da história, [a Internet] veio também amplificar a escala e o potencial de ameaças às crianças”, salienta o estudo ‘Protecção das crianças do abuso e exploração sexuais no ambiente de fusão On-line/Off-line’, divulgado hoje em Florença.

O relatório alerta para a necessidade de criar “um ambiente mais seguro” na Internet, actuando em quatro áreas: capacitar as crianças para que se protejam, acabar com a impunidade dos abusadores, reduzir a disponibilidade e o acesso ao perigo e apoiar a recuperação das vítimas.

“O rápido crescimento do mundo on-line não criou os crimes que envolvem abuso sexual e exploração de crianças, mas fez aumentar a sua escala bem como o alcance dos potenciais danos causados”, afirma o director do Gabinete de Investigação da UNICEF.

Gordon Alexander adianta que é preciso “reconhecer isto e tomar medidas apropriadas, tantas quanto possível”, ao mesmo tempo que tem de respeitar-se “o direito das crianças a explorarem o novo ambiente e o potencial que essa tecnologia proporciona”.

O estudo visa proporcionar um melhor entendimento dos riscos que os jovens correm on-line, e apresenta um enquadramento para protegê-los dos perigos em três vertentes: imagens de abuso de crianças, sedução manipuladora on-line e ‘cyberbullying’.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.