Açoriano Oriental
Açores/Eleições
Iniciativa Liberal fala em “bom prenúncio” para futuro

O líder da Iniciativa Liberal (IL), João Cotrim de Figueiredo, considerou este domingo a eleição pela primeira vez de um deputado do partido para o parlamento dos Açores um “bom prenúncio” para atos eleitorais futuros.

Iniciativa Liberal fala em “bom prenúncio” para futuro

Autor: Lusa/AO online


“Este resultado é histórico porque pela primeira vez temos um deputado regional liberal na Assembleia Legislativa dos Açores e isso é algo que deve ser registado”, considerou, em declarações à agência Lusa.

Considerando que “os Açores estão de parabéns por terem eleito um deputado liberal”, Cotrim de Figueiredo apontou este resultado como “um bom prenúncio” para eleições futuras.

“Vamos assistir a crescimentos destes mais vezes nos próximos atos eleitorais porque de facto a mensagem que nós temos vindo a transmitir, no continente e agora nos Açores e em todos os atos eleitorais em que participemos, vai mostrar às pessoas que há uma alternativa a esta maneira de olhar para as coisas e para este socialismo que nos tem regido nos últimos 24 anos”, sustentou.

Questionado sobre a perda de maioria absoluta do Partido Socialista na assembleia regional, o líder da IL disse acreditar que o seu partido contribuiu para esse resultado.

“Acho que contribuímos para essa perda de maioria absoluta do PS, tornámos claro porque é que a situação dos Açores é ainda pior do que no continente em muitas matérias e que isso tem a ver com a hegemonia que nos Açores é ainda maior do que tem sido no continente, já há 24 anos”, rematou, referindo-se ás mais de duas décadas de governos regionais liderados pelo PS.

Na estreia nas eleições regionais de hoje, em que o IL teve candidatos em dois dos 10 círculos eleitorais, o partido elegeu, pelo círculo de compensação, Nuno Barata, de 54 anos, gestor portuário.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.