Hugo Chávez acusa CNN de incentivar o seu homicídio

Hugo Chávez acusa CNN de incentivar o seu homicídio

 

Lusa / AO online   Internacional   29 de Nov de 2007, 09:13

O presidente venezuelano, Hugo Chávez, acusou a CNN de ter apelado para a sua morte, num incidente que a estação televisiva norte-americana atribuiu a um erro técnico.
Chávez referia-se a uma reportagem da CNN sobre a crise diplomática entre a Venezuela e a Colômbia, onde imagens dos presidentes dos dois países surgiam acompanhados da frase "quem o matou?".

“É estranho. É necessário pedir um inquérito pois evidentemente isto parece um apelo à morte na Venezuela”, afirmou Chávez, em comunicado.

Um dos responsáveis da CNN adiantou já que se tratou de um engano e que a frase dizia respeito a outra reportagem, sobre a morte de um jogador de futebol norte-americano.

A frase “não fazia referência a nenhum dos dois presidentes”, explicou, em comunicado, Christopher Crommet, vice-presidente dos programas em espanhol da CNN, que “lamenta este erro”.

Esta polémica tem lugar a poucos dias do referendo de domingo na Venezuela sobre a reforma constitucional proposta por Chávez, que visa aplicar um modelo de Estado socialista e prevê medidas como o prolongamento de seis para sete anos do mandato presidencial, com reeleição imediata ilimitada.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.