Açoriano Oriental
Homem de ideias muito fortes, Abílio Batista faleceu aos 73 anos

Antigo presidente da Associação de Futebol de Ponta Delgada, Abílio Batista, faleceu ontem aos 73 anos. O seu legado no futebol açoriano é rico e muito vasto


Homem de ideias muito fortes, Abílio Batista faleceu aos 73 anos

Autor: Arthur Melo

Abílio Batista, de 73 anos, faleceu ontem no Hospital Divino Espírito Santos, em Ponta Delgada, local onde se encontrava internado há algum tempo devido a doença prolongada.

Antigo dirigente e treinador com créditos firmados no futebol micaelense e açoriano, Abílio Batista vai ficar para sempre ligado à história da modalidade por ter sido o líder associativo que mais se bateu pelo fim da limitação de três clubes dos Açores na extinta III Divisão Nacional. A limitação terminou em 1990 e coincidiu quase em simultâneo com a sua eleição para presidente da Associação de Futebol de Ponta Delgada (AFPD), cargo que desempenhou até ao ano de 2001.

Até então, Batista tinha presidido a várias Comissões de Gestão do organismo que tutela o futebol nas duas ilhas do grupo Oriental, desempenhando o cargo com grande determinação e uma frontalidade fora do comum. Esta postura destemida, de homem de ideias muito fortes e vincadas, colheu enorme respeito junto dos seus pares associativos, mas também entre os colegas que habitualmente com ele privavam nas quentes assembleias gerais (AG) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

Foi, de igual modo, na intransigente defesa do futebol açoriano que concluiu com grande sucesso o projeto da criação da Série Açores da III Divisão nacional, campeonato que foi aprovado, em AG da FPF, a 25 de janeiro de 1995.

Como dirigente, Abílio Batista foi também presidente do Benfica Águia Sport Club, clube no qual assumiu também as funções de treinador, liderando as ‘águias’ da cidade da Ribeira Grande a vários títulos micaelenses e açorianos. De igual modo também foi treinador do Sporting Clube Ideal, conquistando ao serviço dos ‘leões’ da cidade nortenha alguns títulos micaelenses.

Esteve ligado ao Clube Asas do Atlântico, na ilha de Santa Maria, foi fundador da Rádio Nova Cidade e presidiu à direção do Instituto Margarida de Chaves.

O funeral de Abílio Batista realizou-se esta manhã, na Ribeira Grande.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.