Governo aprova ajuda extraordinária de 1,8 ME para minimizar prejuízos da seca na agricultura

Governo aprova ajuda extraordinária de 1,8 ME para minimizar prejuízos da seca na agricultura

 

Lusa/Aonline   Regional   2 de Set de 2011, 15:34

O Governo Regional dos Açores aprovou hoje uma ajuda extraordinária de 1,8 milhões de euros para minimizar os prejuízos das produções agropecuárias e agroalimentares provocados pela seca que se faz sentir no arquipélago.

Este apoio financeiro extraordinário destina-se a suportar parcialmente os encargos com a importação de alimentos para os efetivos pecuários, de forma a minimizar o impacto da seca na economia regional.

A decisão, segundo o comunicado final da reunião do Conselho de Governo, surge como resposta às “severas condições climáticas” que se fazem sentir nos Açores, traduzidas numa redução da chuva nos últimos seis meses.

Esta situação provocou uma quebra na produção de forragem para os animais, com implicações negativas ao nível das fileiras económicas do leite e da carne.

Por outro lado, o executivo açoriano destinou 1,2 milhões de euros para a aquisição de um “contingente adicional de cereais” destinado a satisfazer as necessidades de consumo da indústria regional.

A medida, segundo o Governo Regional, tem em conta os valores históricos de consumo e pretende “manter a sustentabilidade e competitividade das indústrias regionais, contrariando o agravamento dos preços de mercado e evitando a repercussão dos custos ao nível da alimentação animal”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.