Exportações automóveis na China atingem meio milhão


 

Lusa/AO   Economia   24 de Set de 2007, 06:15

Os produtores automóveis chineses esperam exportar mais de 500.000 veículos em 2007, um aumento de 50 por cento em comparação com 2006, disse hoje o Ministério do Comércio da China.
Uma análise na página do ministério na Internet prevê que as exportações de peças automóveis chinesas aumentem 32,4 por cento em comparação com o ano passado, atingindo os 8,85 mil milhões de dólares (12,48 mil milhões de euros).

    Nos primeiros sete meses do ano, a China, terceiro maior produtor automóvel mundial, exportou já 294.000 carros, mais 70,3 por cento que em igual período do ano passado, refere no mesmo estudo Bo Xilai, ministro do Comércio chinês.

    Segundo dados governamentais, as exportações automóveis chinesas têm crescido de forma rápida, de 173.000 unidades em 2005 para 340.000 em 2006, no seu grosso automóveis e camiões para os mercados dos países em vias de desenvolvimento.

    A produção de automóveis da China registou um crescimento anual de 45,8 por cento nos últimos cinco anos e o sector deverá produzir até ao final de 2007 um total de 8,5 milhões de unidades, afirmou recentemente Zhang Guobao, vice-presidente da Comissão Nacional de Reforma e Desenvolvimento (CNRD), o ministério chinês da planificação económica.

    Em 2006, o sector automóvel representava 3,7 por cento da economia chinesa e assegurava um sexto dos postos de trabalho no país.

    A China produziu 5,75 milhões de veículos nos primeiros oito meses de 2007, mais 23,6 por cento que no mesmo período do ano passado, de acordo com a Associação de Fabricantes de Automóveis da China.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.