Eslováquia passa a ser a 1 de Janeiro o 16º país membro da Zona Euro

Eslováquia passa a ser a 1 de Janeiro o 16º país membro da Zona Euro

 

Lusa / AO online   Economia   21 de Dez de 2008, 13:06

A Eslováquia será o 16º Estado-membro da União Europeia (UE) a adoptar o euro a 1 de Janeiro próximo, no mesmo dia em que a moeda única comemora o seu décimo aniversário.
    A Eslováquia, com uma superfície e população cerca de metade da de Portugal, irá adoptar o euro à taxa de câmbio de 30,12 coroas eslovacas.

    O país tornou-se independente em Janeiro de 1993, após a cisão da Checoslováquia em duas Repúblicas independentes, e aderiu à UE em de Maio de 2004.

    Com a adesão da Eslováquia a zona euro passará a contar com uma população de 328,6 milhões de habitantes num total de 499,7 da UE.

    Por ocasião do décimo aniversário do euro serão emitidos 84 milhões de exemplares de uma moeda comemorativa de dois euros.

    A zona euro foi criada no início de 1999 com a fundação do Banco Central Europeu (BCE) e a aprovação de paridades fixas da divisa única face às moedas nacionais dos 11 países fundadores, entre os quais Portugal.

    As notas e moedas em euro apenas foram colocadas em circulação a 01 de Janeiro de 2002, três anos depois.

    A Grécia aderiu à última fase da União Económica e Monetária europeia em Janeiro de 2001, a Eslovénia em 2007, Chipre e Malta em 2008.

    Entre os 11 Estados-membros que a 01 de Janeiro vão continuar fora da zona euro, nove ainda não cumprem as condições necessárias (estabilidade de preços, sustentabilidade das finanças públicas, entre outras) para participar: República Checa, Estónia, Letónia, Lituânia, Hungria, Polónia, Bulgária, Roménia e Suécia.

    Dinamarca e Reino Unido decidiram ficar de fora da moeda única, tendo negociado dois protocolos que ficaram anexados ao Tratado de Maastricht, assinado em 1992.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.