União Europeia

Duas semanas para escolher Presidente e chefe da diplomacia

Duas semanas para escolher Presidente e chefe da diplomacia

 

Lusa / AO online   Internacional   11 de Nov de 2009, 15:26

A presidência sueca da União Europeia iniciou um período de intensas negociações entre os 27 para conseguir um acordo até à próxima semana sobre quem vai ocupar os dois novos lugares emblemáticos criados pelo Tratado de Lisboa.
A escolha do futuro presidente do Conselho Europeu e a do chefe da diplomacia da UE está a ser mais complicada do que se previa.

O primeiro-ministro sueco, Frederik Reinfeldt, afirmou esta quarta-feira ter "muitos nomes" propostos pelas várias capitais dos 27.

"Tenho mais nomes do que postos para oferecer", afirmou o responsável pela condução da UE até ao fim do ano após anunciar a realização de uma cimeira extraordinária a 19 de Novembro, na qual os 27 deverão chegar a acordo sobre quem ocupará os dois novos cargos.

O presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, terá também uma palavra a dizer sobre quem vai ocupar o cargo de Alto Representante da Política Externa da UE, tendo advertido hoje que tem “particular interesse” na escolha que for feita.

Falando no Parlamento Europeu, Durão Barroso lembrou dessa forma que a posição da Comissão deve ser tida em conta quando os chefes de Estado e de governo da UE se reunirem a 19 de Novembro, em Bruxelas, para escolherem o futuro Alto Representante da UE para a Política Externa, bem como o novo presidente do Conselho.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.