Distinguida descoberta sobre sistema de transporte nas células

Distinguida descoberta sobre sistema de transporte nas células

 

Lusa/AO Online   Internacional   7 de Out de 2013, 10:59

Os norte-americanos James E. Rothman e Randy W. Schekman e o alemão Thomas C. Südhof são os vencedores do Prémio Nobel da Medicina 2013, anunciou o júri esta segunda-feira.

 

O trio foi distinguido pelas suas descobertas sobre como as células organizam o seu sistema de transporte.

Os cientistas, que trabalham todos em universidades norte-americanas, foram distinguidos pelas "suas descobertas sobre o mecanismo de transportes para o interior da célula que permite que "as moléculas sejam transportadas no momento exato para o local certo dentro da célula", segundo o comité Nobel.

As suas descobertas tiveram um impacto importante na compreensão de como as moléculas são colocadas dentro e fora da célula e têm implicações para o trabalho em várias doenças, incluindo distúrbios neurológicos e imunológicos, bem como diabetes, acrescentou o comité do Nobel.

Cada célula funciona como uma fábrica que produz e exporta moléculas.

"Por exemplo, a insulina é produzida e libertada no sangue e sinais químicos [neurotransmissores] são enviados de uma célula nervosa para outra. Estas moléculas são transportadas através da célula em pequenos pacotes chamados vacuolos", explica o comité.

Os três laureados "descobriram os princípios moleculares que determinam como essa carga é entregue no sítio certo e na altura certa na célula", sublinhou.

Os vencedores vão repartir o prémio de oito milhões de coroas suecas (925.000 euros).

O prémio vai ser entregue numa cerimónia a 10 de dezembro, em Estocolmo, data em que se assinala a morte do fundador do galardão, Alfred Nobel, em 1896.

 



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.