Deteção precoce dos problemas ligados ao álcool deve ultrapassar o estigma, alerta Rui Luís

Deteção precoce dos problemas ligados ao álcool deve ultrapassar o estigma, alerta Rui Luís

 

Susete Rodrigues/AO Online   Regional   13 de Jul de 2018, 10:41

O Secretário Regional da Saúde alertou para a importância da deteção precoce dos problemas ligados ao alcoolismo, que leve ao tratamento e a uma reabilitação bem-sucedida.

Rui Luís que visitou as unidades de Alcoologia da Casa de Saúde do Espírito Santo e da Casa de Saúde de São Rafael, disse que o Executivo está a trabalhar em duas vertentes, "na promoção da necessidade de tratamentos, porque sabemos que existe ainda o estigma, e, por outro lado, na formação”.

“Aquilo que se nota, de uma forma geral, mas particularmente no caso das mulheres, é que, quando chegam às casas de saúde, já veem numa situação muito grave, porque é difícil assumir que existe um problema e, portanto, também se torna mais difícil depois de fazer o tratamento”, frisou em nota publicada no gacs.

Recorde-se que o Governo dos Açores lançou no ano passado um Plano de Ação para a Redução dos Problemas Ligados ao Álcool, que tem por objetivos gerais a redução da procura e da oferta de bebidas alcoólicas, um  plano "bastante abrangente e parte da prevenção à reabilitação, passando pela minimização e redução de riscos, pela dissuasão, mas também pelo tratamento e depois pela reabilitação”, frisou o secretário.

Rui Luís referiu que a formação nesta área chegou a 200 profissionais de saúde, para que seja facilitada a deteção precoce de problemas de alcoolismo, e que está a ser criada uma rede de referenciação com os centros de saúde.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.