Chegou ao fim a publicação norte-americana The Village Voice


 

Lusa/Ao online   Internacional   1 de Set de 2018, 03:12

A publicação norte-americana The Village Voice, fundada em 1955 em Nova Iorque, vai encerrar por causa de problemas financeiros, anunciou o editor.

"Hoje é um dia triste para o The Village Voice e para milhões de leitores", anunciou o editor Peter Barbey.

Das 18 pessoas que trabalhavam no The Village Voice, oito foram despedidas hoje. Os restantes trabalhadores ficarão a digitalizar e a gerir o arquivo impresso.

O The Village Voice tinha anunciado há um ano que deixaria de publicar em papel, para tentar travar as dificuldades económicas, publicando apenas em ‘online’.

Segundo Peter Barbey, que tinha comprado o semanário em 2015, a transposição apenas para o digital não foi suficiente para encontrar estabilidade financeira no projeto.

O The Village Voice foi fundado em 1955 por um grupo de pessoas, entre os quais o escritor Norman Mailer, e que se propunha ser alternativo e independente, com jornalismo de investigação que lhe valeu prémios Pulitzer.




Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.