CDS justifica moção de censura com esgotamento do Governo e por só pensar nas eleições

CDS justifica moção de censura com esgotamento do Governo e por só pensar nas eleições

 

Lusa/AO Online   Nacional   15 de Fev de 2019, 15:52

A presidente do CDS justificou, esta sexta-feira, a moção de censura do seu partido ao Governo com “o esgotamento” do executivo, “incapaz de encontrar soluções” para o país e de só estar a pensar “nas próximas eleições”.

“Se este Governo e os partidos que o suportam já só pensam nas próximas eleições, então Portugal não pode ficar à espera”, afirmou Assunção Cristas numa conferência de imprensa, na sede nacional do partido, em Lisboa.

Para a líder centrista, “até a base de apoio parlamentar, que tem assegurado a sobrevivência deste executivo começa, indisfarçavelmente, a abanar”, numa referência ao PCP, BE e PEV, que “uns dias apoiam” e “outros dias criticam o executivo”.




Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.