Apoio ao domicílio a idosos é nova área de negócio


 

Paula Gouveia   Regional   4 de Nov de 2007, 10:24

O que a Home Instead Senior Care oferece são serviços personalizados, todos os dias da semana e durante as 24 horas do dia, se assim for solicitado.
António Sousa explica que trouxe o franchising Home Instead para Ponta Delgada, para “colmatar uma falha que existe nos Açores”.
É a única empresa privada no mercado a dedicar-se à prestação de serviços de apoio a idosos no domicílio.
A área monopolizada pelas instituições particulares de solidariedade social, financiadas pelo Governo Regional, foi encarada pelo empresário António Sousa como uma oportunidade de negócio, uma vez que a oferta existente é limitada e não responde a todo o tipo de solicitações.
A actuação das entidades financiadas pelo poder público abrange de um modo geral pessoas com menos possibilidades financeiras e é um serviço prestado num espaço de tempo limitado.
“Prestamos serviços não clínicos de apoio ao domicílio a pessoas idosas e dependentes, numa vertente completamente diferente do que é feito actualmente por outras instituições”, refere o empresário. “O cliente que nos procura pode esperar um serviço personalizado, adaptado às suas necessidades específicas.
A empresa tem uma grande flexibilidade em termos de horário e de escolha da pessoa que irá prestar apoio, bem como os serviços acordados - e daí a sua diferença”, sublinha.
De facto, explica António Sousa, há um grande cuidado no recrutamento das pessoas (os “caregiver”, como chama a empresa). Cada “caregiver” é cuidadosamente seleccionado, num processo que inclui análise de referências e de registo criminal, bem como um plano de formação contínuo.
E, para cada potencial cliente, há pelo menos três pessoas à escolha de quem procura os serviços da Home Instead.
Por outro lado, os serviços oferecidos beneficiam de flexibilidade: podem ser pontuais, para algumas horas ou um fim-de-semana, ou regulares, com apoio diário constante pelo número de horas que o cliente desejar.
E podem incluir tarefas variadas, desde o simples acompanhamento para reduzir o isolamento, ao ajudar no entretenimento; como o auxílio na higiene pessoal e no tratamento da roupa, na pequena limpeza da casa e refeições, ou até o transporte em deslocações, compras, pagamento de contas, bem como o apoio na recuperação de tratamentos médicos.
Em actividade em São Miguel, desde Julho de 2006, a empresa tem sido mais procurada para serviços nocturnos e de fim-de-semana e na maior parte dos casos por familiares de quem precisa de apoio.
Mas, no que se refere à aceitação no mercado, António Sousa afirma que “é preciso que as mentalidades mudem: é preciso que as pessoas idosas ou dependentes entendam que chega uma altura em que necessitam de apoio extra e têm de pedir auxílio e não ficar à espera que alguém apareça.
Hoje em dia, as pessoas trabalham e têm filhos e quando um familiar precisa de mais apoio é difícil conciliar tudo: há que procurar apoio extra”, reitera o empresário.
Apesar de ainda ser cedo para pensar na expansão da empresa, António Sousa revela que tem planos para estender o franchising à ilha Terceira.
A empresa-mãe Home Instead Senior Care foi fundada em 1994 e possui hoje em dia uma rede de 500 escritórios, em países como os Estados Unidos da América, o Canadá, o Japão ou Portugal.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.