Açoriano Oriental
Covid-19
Açores adquirem material de proteção orçado em 9,3 milhões de euros

O Governo Regional dos Açores anunciou este sábado que adquiriu material de proteção individual para profissionais de saúde e bombeiros, que combatem a pandemia da covid-19, num total de 9,3 milhões de euros.

Açores adquirem material de proteção orçado em 9,3 milhões de euros

Autor: AO Online/ Lusa

“O Governo dos Açores assegurou um reforço significativo de equipamentos de proteção individual, destinados aos profissionais de saúde e agentes de proteção civil, envolvidos no combate à pandemia da covid-19, correspondendo a um investimento de 9,3 milhões de euros”, avançou a secretária regional da Saúde, Teresa Machado Luciano, numa conferência de imprensa em Angra do Heroísmo.

O responsável máximo da Autoridade de Saúde Regional e diretor regional da Saúde, Tiago Lopes, tinha admitido esta sexta-feira a possibilidade de existirem falhas de material em algumas unidades de saúde, mas não nas situações em que os profissionais contactam com casos confirmados da covid-19.

Segundo Teresa Machado Luciano, o equipamento, “adquirido com caráter de urgência, já começou a chegar à região”, estando previstas novas entregas na próxima semana, e será distribuído pelas diferentes unidades de saúde de forma “gradual”, consoante as necessidades verificadas.

O executivo açoriano adquiriu cerca de 970 mil de máscaras cirúrgicas, mais de um milhão de máscaras FFP2, cerca 980 máscaras FFP3 (de proteção contra agentes biológicos) e 3.250 máscaras com viseira integrada.

Foram ainda comprados cerca de 59 mil fatos de proteção individual, 62 mil óculos de proteção descartáveis, 57 mil batas uso único impermeáveis, 2,8 milhões luvas não esterilizadas, 142 mil luvas cirúrgicas esterilizadas, 82 mil toucas de uso único e 61 mil proteções de calçado.

“Face ao atual contexto da grande procura que se vive no país, na Europa e no mundo, esse esforço foi particularmente desafiante e exigiu um processo negocial persistente no mercado nacional e internacional deste tipo de material hospitalar”, frisou a secretária regional da Saúde.

Questionada sobre o período de consumo deste material, a governante disse que as quantidades adquiridas darão tempo para que sejam feitas novas encomendas se for necessário.

“Com a aquisição deste material teremos garantidamente material para um largo período de tempo, no entanto, as situações mudam e nós temos monitorização diária e com esta quantidade conseguimos gerir a situação se novas aquisições forem precisas”, apontou.

Os Açores têm cerca de 5.200 profissionais de saúde e 900 profissionais de Proteção Civil e bombeiros.

Teresa Machado Luciano disse ainda que já foi contratado “um novo reforço de reagentes e consumíveis laboratoriais”, que será entregue, “a partir da próxima semana” e que ampliará a capacidade dos dois laboratórios dos Açores para 51 mil testes.

Atualmente, os dois laboratórios têm capacidade para analisar “200 amostras diárias”, mas até ao momento foram realizadas no máximo 68 análises num dia.

Essa capacidade será, em breve, reforçada para “500 testes diários”, devido à oferta de quatro equipamentos e respetivos consumíveis e reagentes de várias instituições.

“Estamos dentro da nossa capacidade, que será acrescida muito em breve com as doações que nos têm feito”, frisou.

Segundo a governante, o Serviço Regional de Saúde recebeu um apoio de “mais de 600 mil euros em equipamento hospitalar diverso”, de doações de empresas e instituições e de campanhas de solidariedade.

Os hospitais da região contam agora com mais 29 ventiladores, que se somam aos 53 já existentes, e mais 31 equipamentos de monitorização de sinais vitais, num total de 237.

Teresa Machado Luciano apelou, ainda assim, à população para que continue a manter o distanciamento social, para combater a propagação do novo coronavírus.

“Estamos numa fase decisiva neste combate à covid-19 nos Açores, que só terá sucesso se cada um de nós cumprir de forma escrupulosa a determinação de ficar em casa e sair apenas nas situações indispensáveis”, frisou.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou cerca de 572 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 26.500.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Portugal regista hoje 100 mortes associadas à covid-19, mais 24 do que na sexta-feira, enquanto o número de infetados subiu 902, para 5.170, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde.

Os Açores têm 27 casos confirmados, em cinco ilhas, sete dos quais internados em dois hospitais.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.