Justiça

17 anos de prisão para homem que baleou PSP


 

Lusa / AO online   Nacional   11 de Nov de 2009, 15:44

O Tribunal de Castelo Branco condenou esta quarta-feira a 17 anos de cadeia, o homem que, em 27 de Janeiro deste ano, tentou assaltar uma ourivesaria no centro da cidade e, na fuga, baleou um agente da PSP.
Contudo, como o arguido tinha saído da cadeia em Maio de 2008, em liberdade condicional, cometendo estes crimes durante esse período, vai ter de cumprir a pena que lhe faltava da condenação anterior o que, segundo o seu defensor judicial, pode elevar a pena a cerca de 20 anos.

O colectivo de juízes deu como provado um crime de roubo na forma tentada, um crime de homicídio qualificado na forma tentada, perpetrado contra o agente que ficou ferido, tendo o arguido sido absolvido de um segundo crime de homicídio qualificado, de que vinha acusado, por não se ter provado a sua intenção.

Ficaram igualmente provados dois crimes de roubo, a duas idosas, nos dias 22 e 27 de Janeiro, um furto qualificado a uma residência no início de Janeiro e dois crimes de detenção de arma proibida (um pelas armas e outro pelas diversas munições).

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.