Tecnologia

YDreams assina segunda-feira protocolo para nova rede de investigação


 

Lusa/AO online   Economia   8 de Nov de 2008, 10:24

A empresa de novas tecnologias YDreams inaugura a 10 de Novembro a sua sede oficial na presença do ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, na mesma cerimónia que lança oficialmente a rede de investigação "Invisible Network".
O objectivo desta plataforma é desenvolver superfícies interactivas em vários materiais, como madeira, cortiça, plástico, vidro ou papel, colocando-se na vanguarda mundial desta tecnologia.

    O consórcio, liderado pela YDreams, inclui equipas dos laboratórios CENIMAT (Centro de Investigação em Materais) e REQUIMTE (Rede de Química e Tecnologia do Departamento de Química), da Universidade Nova de Lisboa, e o grupo 3Bs (Biomateriais, Biodegradáveis e Biomiméticos) da Universidade do Minho.

    Conta ainda com a participação da Sonae Indústria, Corticeira Amorim, Logoplaste, Bi-silque, BA Vidro, Grupo Portucel Soporcel e Grupo CUF.

    O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Mariano Gago, vai estar presente na cerimónia de assinatura do protocolo e inauguração do Ybuilding, o edifício-sede da YDreams no campus da Faculdade de Ciência e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa.

    A YDreams é uma empresa portuguesa fundada em 2000 por investigadores da área das novas tecnologias desenvolvendo, segundo a própria, "ambientes interactivos de larga escala, produtos inovadores e propriedade intelectual, através da combinação de tecnologia e design" tendo entre os seus clientes a Coca Cola, Adidas ou Nokia.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.