Vitória de David Blanco na Volta a Portugal

Vitória de David Blanco na Volta a Portugal

 

Lusa/AO online   Outras modalidades   25 de Ago de 2008, 11:28

O espanhol David Blanco (Palmeiras-Tavira) venceu a 70ª edição da Volta a Portugal em bicicleta, ao terminar em segundo lugar a 10ª e última etapa, um contra-relógio de 31,2 quilómetros entre Penafiel e Felgueiras.
    O seu compatriota Hector Guerra (Liberty Seguros), segundo da geral, venceu o crono com o tempo de 43.03 minutos, menos 28 segundos do que Blanco, uma diferença insuficiente para anular a vantagem de 54 segundos com que partiu o camisola amarela.

    Esta é a segunda vitória de Blanco na Volta a Portugal, após o triunfo de 2006, ao serviço da Comunitat Valenciana, e faz deste galego de 33 anos o primeiro estrangeiro a vencer a corrida por duas vezes.

    Desde o triunfo do belga Tony Hubrecht, em 1967, a Volta a Portugal conheceu 15 triunfos estrangeiros, dois deles de Blanco, que sucede ao compatriota Xavier Tondo. Nuno Ribeiro, em 2003, foi o último português a vencer.

    Blanco completou a Volta em 39:49.45 horas e terminou com 26 segundos de avanço sobre Guerra, enquanto Ruben Plaza (Benfica), outro espanhol, ficou a 3.59 minutos, na terceira posição da geral, a mesma que ocupou no final da 10ª etapa, com o tempo de 44.00 minutos.

    Rui Sousa (Liberty Seguros), que envergou a camisola amarela durante seis dias, após três etapas no corpo de Palaza, foi o melhor português, terminando em sétimo, a 6.39 minutos do vencedor, com título de "rei" da montanha.

    À semelhança do comptriota David Bernabéu, em 2004, Blanco venceu a prova sem ganhar qualquer etapa, assumindo a liderança na véspera do crono, à nona tirada, no alto da Senhora da Graça, onde foi o segundo a cortar a meta, atrás Juan José Cobo e à frente de Hector Guerra.

    Além da camisola verde de Rui Sousa, a Liberty Seguros venceu a corrida por equipas, enquanto o espanhol Francisco Pacheco (Barbot-Siper) venceu a classificação dos pontos e Tiago Machado (Madeinox-Boavista) foi o melhor jovem.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.