Ajuda Externa

Vítor Gaspar diz que não é possível quantificar impacto das reformas estruturais


 

Lusa/AO online   Economia   23 de Nov de 2011, 16:50

O ministro das Finanças considera não ser possível quantificar o impacto das reformas estruturais no crescimento, mas sublinha que o Governo já está a preparar a fundamentação para estas decisões de política.
"Não existe metodologia que me permita quantificar com qualquer grau de rigor o impacto deste tipo de políticas no crescimento económico. A experiência internacional, a evidência empírica, sugerem que os efeitos que se verificam podem variar muito fortemente de país para país", disse o governante, que sublinhou no entanto que estas políticas "têm o potencial para lançar as bases do crescimento e fundamentar o aumento da competitividade".

Vítor Gaspar adiantou ainda que o Governo está a iniciar o trabalho de preparação e análise para fundamentar as decisões de política, que serão um dos principais pontos da próxima avaliação do acordo com a 'troika', prevista para Fevereiro.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.