Vendas de automóveis da gama alta em Portugal caem


 

Lusa / AO online   Economia   20 de Nov de 2009, 11:08

As vendas das marcas dos segmentos desportivo, premium e de luxo caíram quase 14 por cento entre Janeiro e Outubro de 2009, relativamente ao mesmo período do ano anterior, passando de 21 439 para 18 470 unidades comercializadas.
Segundo números provisórios da Associação Automóvel de Portugal (ACAP), num total de 13 marcas, só Ferrari, Bentley, Porsche e Mercedes registaram uma variação positiva, com destaque para a marca italiana, que cresceu 125 por cento, de 12 para 27 unidades vendidas.

Enquanto a Mercedes registou um aumento de 1,5 por cento, de 5803 para 5889 unidades, a Bentley teve um crescimento percentual ligeiramente superior ao da Porsche, de 12,5 e 12,4 por cento, respectivamente, mas a marca alemã de desportivos teve uma presença no mercado muito superior à do construtor britânico de luxo.

Nos primeiros 10 meses do ano, a Porsche ultrapassou a barreira das 200 unidades vendidas, passando de 193 para 217, ao passo que a Bentley ainda não atingiu a dezena de automóveis postos a circular, aumentando as vendas de oito para nove automóveis.

As maiores quebras pertenceram à Maserati (de 16 para seis), Jaguar (de 312 para 165) e BMW (de 8507 para 6213), que caíram 62,5, 47,1 e 27,0 por cento, respectivamente.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.