Açoriano Oriental
Turistas ajudam a manter Centro do Priolo aberto

Centro do Priolo, no Nordeste, deixou de receber fundos comunitários com a mudança de programa em 2019. Agora são os turistas que, com atividades pagas, mantêm o Centro aberto

Turistas ajudam a manter Centro do Priolo aberto

Autor: Rui Jorge Cabral

Sem financiamento da União Europeia desde o ano passado, o Centro Ambiental do Priolo esteve em risco de fechar, mas mantém-se aberto graças ao turismo e à introdução de visitas guiadas pagas ao habitat do priolo, isto quanto todas as atividades anteriores do Centro eram gratuitas e estavam sobretudo orientadas para a sensibilização da população micaelense.

Para essa nova forma de atuar, o Centro Ambiental do Priolo estabeleceu parcerias com algumas dezenas de empresas, com uma forte incidência nos concelhos do Nordeste e Povoação. 



Ler mais na edição desta sexta-feira, 14 fevereiro 2020, do jornal Açoriano Oriental

 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.