Trilho da Ribeira do Faial da Terra reaberto

Trilho da Ribeira do Faial da Terra reaberto

 

Susete Rodrigues/AO Online   Regional   17 de Abr de 2019, 15:14

O trilho da Ribeira do Faial da Terra foi reaberto aos pedestrianistas, depois de ter estado mais de um ano encerrado.

O trajeto foi, praticamente, todo intervencionado, tendo sido destruídas as diversas pontes que se encontravam ao longo do percurso, devido ao seu avançado estado de degradação e consequente falta de segurança, e procuradas outras alternativas mais viáveis para servir os pedestrianistas, explica comunicado da autarquia da Povoação.


O trabalho foi realizado pela equipa de trilhos da Câmara Municipal da Povoação, a mesma responsável para manutenção dos restantes trilhos disponíveis no município povoacense, assim como pelos novos que estão a ser criados em algumas localidades, com destaque para o da Nossa Senhora dos Remédios, Furnas e Povoação.


O trilho da Ribeira do Faial da Terra está homologado desde 2005, possui uma extensão de 6 kms, atravessa parte das freguesias de Água Retorta e Faial da Terra e complementa o trilho do Sanguinho e, por inerência, o do Salto do Prego e Ribeiras.


O trilho conta com um percurso de fácil acesso em terra batida, vários degraus e algumas passagens hidráulicas, o que lhe confere uma beleza ímpar.


Acrescenta a autarquia que culturalmente, este trilho está ligado aos primórdios do povoamento. No tempo em que não existiam meios de transporte esta era uma das poucas vias de “comunicação pedestre” entre as duas localidades. Por outro lado, os agricultores dessas atuais freguesias faziam, naquele tempo, o percurso todos os dias, muito antes de o sol nascer, com vista ao cultivo das suas terras como forma de sustento e ganha-pão para as respetivas famílias.


Trata-se, assim, de um trilho onde estão retratadas várias memórias da população, muitas das quais ligadas à agricultura, atividade ainda presente na vida de alguns residentes.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.