Três homicídios e uma tentativa em casais homossexuais este ano

Três homicídios e uma tentativa em casais homossexuais este ano

 

Lusa/AO online   Nacional   24 de Nov de 2012, 10:44

O Observatório de Mulheres Assassinadas registou este ano três homicídios e uma tentativa de homicídio em casais homossexuais, segundo dados divulgados hoje.

 

Num dos casos de homicídio, ocorrido em Ponta Delgada, nos Açores, a vítima tinha mais de 65 anos e foi morta em casa pelo namorado, mais novo, com uma arma branca, devido a razões identificadas como "conflito familiar".

Em outro caso, ocorrido em Lisboa, a vítima foi estrangulada pelo namorado devido a ciúmes. No outro caso de homicídio, também passado em Lisboa, a vítima foi morta a tiro pelo ex-companheiro, que não aceitou a separação.

Quanto ao homicídio tentado, foi praticado em Lisboa pelo namorado da vítima, que a tentou matar no local de trabalho, por motivos não apurados pelo Observatório.

Os dados preliminares do Observatório, pertencente à União de Mulheres Alternativa e Resposta (UMAR), a que a agência Lusa teve acesso, têm como fonte as notícias publicadas na imprensa sobre “homicídios e tentativas de homicídio na conjugalidade e relações de intimidade”.

Pela primeira vez, o observatório incluiu no estudo os homicídios ocorridos entre casais do mesmo sexo.

“Entendendo este tipo de vitimação como decorrente da desigualdade de poder na relação, consideramos importante tornar visível a violência ocorrida entre casais do mesmo sexo dado serem vítimas de dupla discriminação, procurando-se contribuir para a desocultação da violência também nestas relações”, sublinha o observatório no documento hoje divulgado.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.