Trabalho de qualidade é para continuar

Trabalho de qualidade é para continuar

 

Arthur Melo/AVSM   Voleibol   15 de Out de 2009, 12:24

Eduardo Elias da Silva apresentou, formalmente, o novo Gabinete Técnico da Associação de Voleibol de São Miguel que, a partir da época 2009/10 será liderado pelo jovem João Ourique Fernandes, contando ainda com o apoio de Paulo Matos, estagiário ao abrigo do Programa Estagiar L.
Na apresentação da nova equipa – Luís Magalhães cedeu o lugar por motivos profissionais – o presidente da Associação de Voleibol de São Miguel manifestou a satisfação por poder contar com os serviços do novo responsável, que terá a incumbência de orientar parte significativa das provas que serão organizadas ao longo da temporada.

“Na época que agora se inicia mantivemos o número de clubes e atletas em relação à anterior, vamos manter as apostas na formação dos agentes desportivos não praticantes, através da realização do Clinic de Arbitragem e dos cursos para treinadores e árbitros, procurando de igual modo reforçar a preocupação na defesa do estatuto do dirigente.

Para além disso, vamos ter a nossa quota de responsabilidade na organização dos Jogos das Ilhas 2010”, disse o presidente. Eduardo Elias da Silva é um responsável confiante no futuro da Associação de Voleibol de São Miguel e não só, pois no que relaciona com o apoio às viagens aéreas, mostra-se convicto que o Governo não deixará de as apoiar porque “as entidades governamentais percebem que não podem penalizar o que tem sido o grande responsável pela dinamização da juventude, para além de que esses apoios reentram no Estado por via das despesas de alojamento e alimentação”.

A questão da construção de novos pavilhões também preocupa o presidente que considera fundamental que “as autarquias têm que entender o papel social que é a construção dos pavilhões, fundamental para o desenvolvimento desportivo”. Estes são assuntos com os quais João Ourique Fernandes também irá lidar.

O novo director técnico está a conhecer os cantos à casa e reconhece a qualidade do trabalho desenvolvido por Luís Magalhães, pelo que nesta primeira fase irá “dar continuidade ao que vinha sendo feito”, perspectivando um “investimento nas questões logísticas no sentido de as melhorar, principalmente ao nível dos escalões minis e escolinhas pois são eles a base do futuro”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.