Açoriano Oriental
Covid-19
“Tentamos viver esses dias com normalidade”

Em Santa Cruz das Flores, a população está apreensiva com o novo coronavírus mas ainda assim, a tentar viver o dia-a-dia dentro da normalidade.

article.title

Foto: Frederic Fournier/CM Santa Cruz das Flores
Autor: Susete Rodrigues/AO Online

A preocupação e a apreensão é visível na população do concelho de Santa Cruz das Flores por estes dias, mas José Pimentel Mendes, presidente da autarquia local, garante que, de uma forma geral, “tentamos viver esses dias com normalidade, até porque não temos nenhum caso suspeito no concelho”.

A propagação do novo coronavírus aos Açores, levou a que a autarquia local, à semelhança das restantes da Região, acionasse o Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil e a população tem acatado as recomendações das autoridades. Prova disso, são os “estudantes que regressam e, segundo a informação que tenho, estão todos a cumprir o período de quarentena”.

Num concelho com quatro freguesias, as “escolas estão encerradas, bem como os serviços públicos e os da autarquia”. Por isso, são poucas as pessoas nas ruas e turistas “veem-se muito poucos porque alguns começaram a regressar”, disse o autarca, explicando que esta é uma época baixa na ilha e como tal, as preocupações na restauração e hotelaria não são muitas, sendo que alguns estão preocupados de como será a época alta.

“Neste momento a restauração e a hotelaria não tem muita preocupação porque estamos numa época baixa. Aliás há estabelecimentos na restauração que aproveitam esta época baixa no concelho para encerrar, dar férias aos funcionários para estarem preparados para a época alta”.

No que diz respeito a stock, José Pimentel Mendes, afirma que está tudo dentro da normalidade: “Temos falado com os comerciantes e está tudo normal, a nível da farmácia os stock estão normais, pese embora estar em rutura, nesse momento, as máscaras, o gel desinfetante e o álcool – houve uma corrida a estes produtos, mas os transportes de carga estão funcional, o navio esteve cá no fim de semana”, frisou.

Sobre o encerramento dos aeroportos nos Açores, o autarca entende que “já deviam de estar encerrados. Já se percebeu que a única forma que temos para conter a propagação desse vírus seria o fecho dos aeroportos”.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.