Tecnologias de consumo são argumento para visita à Hi Tech

Tecnologias de consumo são argumento para visita à Hi Tech

 

Luísa Couto   Regional   7 de Nov de 2009, 07:30

Desenvolvida pela Única Temátika, a terceira edição da Expo Hi-Tech abriu portas, ontem, no Pavilhão do Mar em Ponta Delgada. Em mais de uma dezena de expositores, o visitante pode encontrar novidades tecnológicas na vertente profissional mas também doméstica

As últimas novidades ao nível do som, imagem e informática estão disponíveis, para descobrir e experimentar, este fim-de-semana no Pavilhão do Mar, naquela que é a terceira edição da Expo Hi-Tech.

São mais de dois mil metros quadrados preenchidos com inovação e tecnologia, representando um significativo acréscimo em comparação com a edição anterior. Pela primeira vez, a organização aposta forte na presença de produtos tecnológicos de consumo, como é o caso, por exemplo, de uma nova geração de aparelhos de televisão, a apresentar ao longo do certame.

Ainda assim, o director da Expo Hi-Tech, Mário Travanca, reconhece que gostaria de ter mais empresas do mercado regional, sobretudo de tecnologias de consumo, a participar na iniciativa.

É que a esmagadora maioria das participações dizem respeito a empresários locais, à excepção de um empreendedor oriundo da ilha Terceira que tem repetido a presença no certame.

"Se calhar depois de passarem por cá, vão repensar uma presença numa próxima edição", defende Mário Travanca, adiantando ainda que é pretensão da organização chegar "mais longe".

"A dimensão regional poderá não justificar, para algumas empresas, a aposta de uma presença neste certame. Ainda assim, em próximas edições, vamos investir mais junto dos mercados externos à Região".

E ainda que a Expo Hi-Tech esteja orientada para um público específico, os promotores asseguram que foi desenvolvido um trabalho esforçado no sentido de captar todo o público em geral.

"Nos últimos dias, fruto da acção promocional, temos sido contactados por várias pessoas a solicitar mais informações sobre a mostra. Isso poderá ser um bom indicador", acrescentou.

Presente na inauguração oficial da Expo Hi-Tech, o secretário regional da Ciência Tecnologia e Equipamentos, José Contente, não deixou de salientar a importância da natureza do evento, numa sociedade cada vez mais orientada para soluções tecnológicas ao nível da informação e do conhecimento, que são determinantes numa região como os Açores.

"Esta é uma primeira oportunidade para as empresas mostrarem novas oportunidades de negócio a outras empresas. É também uma feira que aposta na inovação e nas parcerias", sustentava o governante.

Para além de empresas ligadas à música ou informática, marcam também presença nesta mostra produtoras de televisão e a própria RTP/Açores que, para além da cobertura permanente do evento, vai proporcionar aos visitantes a possibilidade de ganharem um equipamento fotográfico. Para isso, terão que efectuar a sua inscrição no local, e dizer, para uma câmara de vídeo as razões por que os Açores são especiais. Cada participante terá direito a duas tentativas, das quais será seleccionada a melhor.

O anúncio do clip final será emitido em directo no Telejornal de domingo.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.