Sociedade

Tabaco mais caro em nome do combate ao tabagismo

Carregando o video...

 

Rui Leite Melo/Lusa   Regional   12 de Nov de 2009, 07:30

Os ministros das Finanças da União Europeia acordaram aumentar o imposto mínimo sobre o tabaco para promover a luta contra o tabagismo e limitar, durante um período transitório, as importações de cigarros oriundos de países com taxas menores. O projecto de directiva prevê um aumento da taxa mínima sobre o tabaco que deve ser aplicada na UE, anunciou a presidência sueca da União, actualmente em exercício.
"É muito mais do que uma questão fiscal, é também uma questão de saúde pública", afirmou o comissário europeu para os Assuntos Fiscais, Laslo Kovacs, em conferência de imprensa. Actualmente, os impostos sobre o tabaco (sobre o consumo) devem representar pelo menos 57 por cento do preço do maço de 20 cigarros e pelo menos 64 euros por mil cigarros. Espera-se agora aumentar o imposto para os 60 por cento do preço do maço e para os 90 euros por mil cigarros, até 2014.


*Leia a notícia na íntegra na edição desta quimta-feira, dia 12 de Novembro de 2009, do Açoriano Oriental


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.