Liga dos Campeões

Sporting joga primeira de duas finais com a AS Roma

Sporting joga primeira de duas finais com a AS Roma

 

Lusa/AO   Futebol   22 de Out de 2007, 14:33

O Sporting joga amanhã na “cidade eterna” a primeira de duas finais consecutivas com a AS Roma, que, em princípio, definirão quem acompanhará o Manchester United no apuramento para os “oitavos” da Liga dos Campeões em futebol.
O Sporting joga amanhã na “cidade eterna” a primeira de duas finais consecutivas com a AS Roma, que, em princípio, definirão quem acompanhará o Manchester United no apuramento para os “oitavos” da Liga dos Campeões em futebol.
Moralizado com o triunfo em Kiev (2-1), que encaminhou, para já, o apuramento para a Taça UEFA, o “onze” de Paulo Bento precisa de somar, pelo menos, os mesmo número de pontos nos dois jogos com os transalpinos para continuar na corrida pela “Champions”.
Com dois empates, ou uma vitória e uma derrota, o Sporting manter-se-á empatado pontualmente com a AS Roma e adiará para os dois encontros finais a decisão do apuramento, sendo que, se somar quatro, ficará numa posição muito privilegiada.
Neste caso, os “leões” até poderiam perder no reduto do Manchester United, que já venceu em Alvalade (1-0, com um tento de Cristiano Ronaldo), desde que fechassem o grupo F com um triunfo caseiro sobre os ucranianos, a 12 de Dezembro.
Face a este panorama, o Sporting vai apresentar-se em Roma com o objectivo claro de empatar, o que seria extremamente positivo, até porque os “leões” jamais venceram em Itália em jogos das taças europeias: três empates e oito desaires.
Os “feitos” da equipa “leonina” aconteceram nos redutos da Fiorentina (1-1 em 1967/68), Nápoles (0-0, após prolongamento, em 89/90) e Bolonha (1-1 em 90/91), sendo que perdeu nas últimas seis deslocações, a última a época passada (0-1 com o Inter de Milão).
Por seu lado, a AS Roma, que nunca defrontou o Sporting, apenas perdeu uma vez em seis recepções a formações portugueses: a 02 de Março de 1983, em jogo da primeira “mão” dos quartos-de-final da Taça UEFA, o Benfica venceu por 2-1, com um “bis” de Zoran Filipovic, selando, depois, o apuramento em casa (1-1).
A história joga, assim, contra o Sporting, mas os “leões” estarão dispostos a quebrar mais um recorde, depois de na ronda anterior terem conquistado na capital ucraniana a primeira vitória de sempre em reduto alheio na Liga dos Campeões, à 10ª tentativa.
Em reduto alheio, na principal prova de clubes, a equipa de Alvalade, que cumpre a 15ª participação (ficou duas vezes na terceira pré-eliminatória), só tinha três triunfos: 4-3 ao Utrecht, em 1958/59, 2-0 ao Sherbourne, em 62/63, e 4-0 ao Floriana, em 70/71.
Depois do quarto triunfo fora, e primeiro em 27 anos, o Sporting chega, assim, com a moral em alta, mas para defrontar um conjunto poderoso e que só perdeu em Manchester por 1-0 (a época passada tinha cedido por escandalosos 7-1), depois de ter arrancado com um triunfo caseiro por 2-0 sobre o Dínamo de Kiev.
Detentor da Taça de Itália e da Supertaça transalpina, a formação comandada por Luciano Spalleti gira em torno do “capitão” e “Bota de Ouro” Francesco Totti, que renunciou à selecção italiana depois da conquista do Mundial da Alemanha2006.
Os centrais Juan e Philippe Mexès, os médios Simone Perrotta e Daniele Di Rossi e os extremos Giuly e Mancini são as outras figuras principais do conjunto transalpino, que conta no seu plantel com o internacional português Antunes.
No último encontro antes da recepção aos “leões”, a AS Roma cedeu um empate a quarto golos com o Nápoles, ficando a cinco pontos do líder Inter, enquanto o Sporting fez ainda pior: perdeu 2-1 em casa emprestada (no Restelo) com o Fátima, da Liga de Honra, em encontro da primeira “mão” da quarta eliminatória da Taça da Liga.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.