Açoriano Oriental
Sporting critica arbitragem do 'clássico' e promete vencer "custe o que custar"

O presidente do Sporting, Frederico Varandas, criticou fortemente a arbitragem de Luís Godinho e a intervenção do VAR no jogo de sábado diante do FC Porto (2-2), da quarta jornada da I Liga de futebol.

Sporting critica arbitragem do 'clássico' e promete vencer "custe o que custar"

Autor: AO Online/ Lusa

O dirigente, que falava no auditório Joaquim Agostinho, no Estádio José Alvalade, disparou em vários sentidos, sustentando que, noutros palcos, o árbitro não teria revertido a decisão inicial de assinalar grande penalidade e expulsar Zaidu, com segundo amarelo, por falta sobre Pedro Gonçalves.

“Hoje (sábado), o Sporting está triste, porque perdeu dois pontos. O futebol português também de estar triste, porque teima em não mudar. Já vi o lance várias vezes. Este lance, da grande penalidade, sabem quando seria revertido no Estádio da Luz ou do Dragão? Nunca. O árbitro assinalou grande penalidade e, depois, o VAR vem decidir a intensidade”, começou por dizer.

Frederico Varandas relembrou outras situações que aconteceram na época passada, como uma pisadela sobre Doumbia, em Tondela, onde o adversário viu o cartão vermelho e o VAR reverteu em cartão amarelo.

“São estas coisas que acontecem ao futebol português, mas sobretudo ao Sporting Clube de Portugal. O mesmo VAR de hoje não vê que o Zaidu deveria ter ido para rua pelo ‘pisão’ e só viu cartão amarelo. Deveria ter visto o cartão vermelho direto”, afirmou

Visivelmente agastado, Varandas disse sentir-se triste porque não está a ser dado mérito a quem trabalha, defendendo mudanças.

“É por isso que estou triste. Portugal tem tudo para ser um país fantástico, mas, em Portugal, para vencer só por mérito e por trabalho, é muito difícil, e no futebol ainda mais. Não interessa se são apanhados em escutas, o que interessa é ter poder. O Sporting dá todo o apoio ao presidente da arbitragem, mas se os soldados não presta, mudam-se”, asseverou garantindo: “não queremos jogar sujo. Custo o que custar, vamos vencer”.

Nos descontos da primeira parte, aos 45+2 minutos, com o FC Porto a ganhar por 2-1, o árbitro João Godinho assinalou penálti a favor do Sporting e expulsou Zaidu, com segundo amarelo, por ter considerado que este fez falta na área sobre Pedro Gonçalves, mas, alertado pelo VAR, foi ver as imagens e reverteu a decisão.

O encontro acabou por terminar empatado, já que, aos 87 minutos, o Sporting marcou um segundo golo, por intermédio do argentino Luciano Vietto.

 


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.