G7

Sobrevivência do euro é do interesse "absoluto" dos EUA

Sobrevivência do euro é do interesse "absoluto" dos EUA

 

Lusa/AO online   Economia   9 de Set de 2011, 17:47

O secretário norte-americano do Tesouro, Timothy Geithner, afirmou em Marselha que é “absolutamente” do interesse dos Estados Unidos que o euro sobreviva à crise da dívida soberana, sublinhando a vontade de "ajudar os europeus neste problema".
O responsável norte-americano, que se encontra na cidade francesa a participar num encontro do G7 ao nível dos ministros das Finanças e dos bancos centrais, manifestou ainda a convicção de que a solução para os problemas das dívidas depende da “vontade política” dos líderes da União Europeia.

“Eles estão a fazer alguma coisa, mas penso que vão ter que demonstrar ao mundo que têm a vontade política suficiente”, afirmou o secretário norte-americano do Tesouro. “Isto não é uma questão de capacidade financeira ou económica”, acrescentou.

Os responsáveis do G7 estão pela primeira vez reunidos desde que prometeram uma “acção coordenada” em 8 de Agosto último para acalmar os mercados financeiros. Timothy Geithner deverá manter ainda hoje encontros bilaterais com o ministro francês das Finanças, François Baroin, e com o presidente do Banco Central Europeu, Jean-Claude Trichet

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.