Sindicatos começam a discutir novo modelo de avaliação de professores


 

Lusa/AO Online   Nacional   22 de Ago de 2011, 07:37

Hoje é o primeiro de três dias de discussão entre os sindicatos de professores e o Ministério da Educação sobre o modelo de avaliação de desempenho docente, sobre o qual as principais organizações sindicais afirmam ter muitas dúvidas.

"Quanto mais olhamos [para o modelo de avaliação proposto] mais perguntas e menos certezas temos", ilustrou o secretário-geral da Federação Nacional dos Professores (Fenprof), Mário Nogueira, em declarações à Lusa.

A maneira como serão avaliados os professores destacados para avaliar os outros é uma das principais dúvidas da Fenprof, que quer saber como é que será criada a "bolsa de avaliadores externos".

Pela Federação Nacional da Educação, João Dias da Silva disse à Lusa que os sindicatos afetos àquela organização também "precisam de esclarecimentos", nomeadamente sobre os "critérios de constituição da bolsa de avaliadores externos", a definição dos momentos de avaliação interna e externa e "incongruências" no processo de avaliação.

Hoje, o dia está reservado para onze dos sindicatos mais pequenos, entre os quais o Sindicato dos Professores do Pré-escolar e Ensino Básico, Associação Sindical de Professores Licenciados, Federação Nacional do Ensino e Investigação e Sindicato dos Educadores e Professores Licenciados pelas Escolas Superiores de Educação e Universidades.

Na terça-feira, o dia está guardado para as principais organizações do setor: a Fenprof de manhã e a Federação Nacional da Educação (FNE) de tarde.

A pedido da Fenprof realiza-se mais uma reunião na quarta-feira dedicada aos professores que ficarão sem colocação e os que ficarão sem horário, circunstâncias que o ministro da Educação, Nuno Crato, já admitiu que poderão aumentar este ano letivo.

Pelo lado do Ministério, a discussão vão ser conduzida pelo Secretário de Estado do Ensino e Administração Escolar, João Casanova de Almeida.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.