Sindicato denuncia incumprimento da Universidade dos Açores

Sindicato denuncia incumprimento da Universidade dos Açores

 

Lusa/AO Online   Regional   30 de Mai de 2019, 12:38

Os funcionários da Universidade dos Açores não estão a receber os vencimentos com o acréscimo de 75% do diferencial entre o índice remuneratório anterior e o atual, denunciou, esta quinta-feira, o Sindicato dos Professores da Região Açores (SPRA).

A estrutura sindical explica em comunicado que o pessoal docente e não docente da academia açoriana que progrediu ou obteve alterações de nível remuneratório após 01 de janeiro de 2018 “está, neste mês de maio, discriminado face aos restantes funcionários públicos da administração central”.

Segundo o SPRA, em causa está “o incumprimento, por parte da Universidade, do Orçamento do Estado que manda os serviços processarem os vencimentos com o acréscimo de 75% do diferencial entre o índice remuneratório anterior e o atual”.

“Presume-se que a elaboração do orçamento da Universidade dos Açores teve em conta as progressões e alterações dos índices remuneratórios dos seus funcionários, tal como se presume que fosse do conhecimento de quem elaborou o orçamento das regras expressas na Lei do Orçamento do Estado, desde 2018, quanto à forma de pagamento dos salários dos funcionários abrangidos pelas progressões”, declara o sindicato.

Para o SPRA, “não se compreende o teor das explicações dadas pela reitoria para o não processamento dos vencimentos conforme estipulado na lei”, apontando-se que “ou o dinheiro foi gasto noutras rubricas ou o orçamento foi mal concebido”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.