Secretário Regional Adjunto da vice-presidência dos Açores, Carlos Corvelo, foi a sepultar


 

Lusa / AO online   Regional   18 de Out de 2008, 20:02

O representante da República para os Açores e todos os membros do governo regional assistiram hoje, na Igreja da Misericórdia, à missa de corpo presente e funeral do Secretário Regional Adjunto da vice-presidência, Carlos Corvelo.
    À cerimónia fúnebre assistiram cerca de duas centenas de pessoas entre familiares, amigos e diversos dirigentes dos partidos políticos da região.

    Carlos Corvelo, 62 anos, faleceu sexta-feira de manhã no Hospital de Santo Espírito de Angra do Heroísmo, onde se encontrava internado, vítima de doença prolongada.

    Era licenciado em Economia e no governo regional exerceu as funções de secretário regional adjunto do vice-presidente [2004-2008], e no anterior executivo [2000-2004] foi subsecretário regional do Planeamento e Assuntos Europeus.

    O presidente do Governo açoriano, Carlos César, expressou o seu “desgosto e comoção pela perda de um amigo e de um companheiro competente e permanente de doze anos de Governo” Regional dos Açores.

    Também o líder do PSD/Açores lamentou a morte de “um amigo há mais de 30 anos”, alegando que "a democracia fica mais pobre quando morre um democrata" e considerando que Carlos Corvelo foi um homem "que levou honestidade e competência para o Governo Regional dos Açores".

    O líder do CDS/PP-Açores, Artur Lima, manifestou-se triste e pesaroso pela morte de Carlos Corvelo, porque era “um amigo e vizinho, pessoa por quem tinha a maior estima”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.