SATA tem 16 medidas em curso ou já terminadas para melhorar resultados

SATA tem 16 medidas em curso ou já terminadas para melhorar resultados

 

Lusa/AO Online   Regional   30 de Set de 2019, 20:45

O grupo SATA tem 16 medidas em curso ou já concluídas com o objetivo de melhorar os resultados operacionais e integrantes da revisão do plano de negócio para os anos 2020/2024, foi hoje revelado.

A assessoria da empresa açoriana divulgou esta segunda-feira à imprensa um documento elencando as medidas, num dia em que se soube que as duas companhias aéreas da SATA registaram no primeiro semestre de 2019 um prejuízo de 27,9 milhões de euros, cabendo à Azores Airlines - que voa de e para fora dos Açores - a maior fatia (25,4 milhões).

A conclusão do processo de 'phase out' (fim de vida) do Airbus A310, a otimização de escalonamentos de tripulações e a melhoria da regularidade e pontualidade dos voos, com impacto positivo nas compensações financeiras a passageiros, são algumas das medidas destacadas pela administração.

Nos voos domésticos, haverá progressivamente a adoção de uma classe única económica e uma alteração do sistema de 'catering', ao passo que se encontra em negociação o 'outsourcing' do 'call center' da empresa, o que só avançará "caso haja benefício direto para o grupo SATA", é referido.

Revisão de contratos de arrendamento, incremento de vendas em canais próprios, revisão de contratos ou aumento de operações 'charter' são outras medidas destacadas no documento entregue à imprensa.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.