Rodrigo Borges rubrica acordo com Operário

Rodrigo Borges rubrica acordo com Operário

 

Arthur Melo   Futebol   18 de Dez de 2008, 10:45

Rodrigo Borges e a direcção do Operário chegaram a acordo esta semana e rubricaram um acordo que é válido até ao final da temporada 2009/2010.

O médio brasileiro, de 22 anos, cumpriu um período de experiência juntamente com o restante plantel fabril e as qualidades do jogador deixaram agradado Francisco Agatão, que não pestanejou em recomendar a sua contratação à direcção.
Apesar da sua tenra idade e da larga margem de progressão que apresenta, Ricardo Borges, formado no Goias, Brasil, já conta com alguma experiência no mundo do futebol, uma vez que já jogou na China e na Bélgica, tendo optado por tentar a sua sorte em Portugal.
A notícia de que interessava ao clube foi acolhida com enorme alegria e desde já o novo recruta fabril só anseia pela hora de entrar em campo e ajudar a equipa a conquistar vitórias.
“Trabalhei durante as últimas duas semanas com o intuito de mostrar o meu valor. Fui bem acolhido pelos colegas e pela equipa técnica e soube pelo presidente que queriam que eu ficasse. Agora é só esperar que chegue toda a documentação para começar a ajudar o Operário a conseguir mais vitórias”.
Aos jornalistas, o atleta revelou que pretende crescer como homem e jogador, e caracterizou-se da seguinte forma: “sou um médio ofensivo que apoia bastante o ataque e também dou apoio à marcação. De mim podem esperar muita vontade, determinação e um desejo enorme de ajudar os colegas a marcar golos. Não me faltará vontade para contribuir para o sucesso da equipa”, disse Rodrigo Borges.

Júlio reforça ataque
Para além do sector do meio-campo, o Operário também reforçou a sua linha avançada.
Júlio, avançado que alinhava pelo Madalena, assinou a rescisão com o clube picoense no início desta semana e é esperado na Lagoa a qualquer momento.
O jogador angolano, que na última temporada estava no Lagoa e se mudou para o Pico, juntamente com o treinador Joaquim Mendes, estava referenciado por Francisco Agatão e agora consumou-se a ligação entre as duas partes.
Júlio deverá ainda esta semana rubricar acordo com os fabris, mas não deve estar apto a ser utilizado por Francisco Agatão na partida do próximo domingo, Lagoa, frente ao Penalva do Castelo, da 14ª jornada da Série C da II Divisão.
De acordo com declarações do jogador, reproduzidas no site oficial do Operário na internet, o que levou o jogador a mudar-se para São Miguel teve a ver com o facto de “disputar uma divisão superior e lutar por outros objectivos. Queria um desafio maior”, assumiu.
Na nota que dá conta da entrada do avançado, o clube informa que ainda está no mercado no sentido de garantir o concurso de um defesa central, com o intuito de colmatar a saída de Filipe Duarte.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.