Revista de imprensa nacional


 

Lusa/AO   Nacional   16 de Nov de 2007, 05:45

 O anúncio do Procurador-Geral da República de que vai investigar queixas de alegados abusos sexuais em instituições de menores e os gastos a mais no Ministério da Defesa são temas hoje em destaque na imprensa lisboeta.

O Jornal de Notícias avança na primeira página “Procurador investiga instituições de menores”.

    O Procurador-Geral da República, Pinto Monteiro, anunciou quinta-feira a constituição de uma equipa de investigadores para averiguar queixas de abusos sexuais de crianças e jovens colocados em instituições do Estado ou à responsabilidade deste.

    A medida surge na sequência das novas denúncias de pedofilia na Casa Pia.

    O jornal adianta que “Provedora da Casa Pia, Joaquina Madeira, já admite que ainda haja abusos sexuais na instituição”.

    Na capa, o JN destaca ainda que o último troço da Cintura Regional Interna de Lisboa (CRIL), entre a Buraca e a Pontinha, vai ser adjudicado hoje, 13 anos depois da conclusão do projecto de execução, estando prevista para 2009 a abertura ao tráfego.

    O Diário de Notícias faz manchete com o título “Função Pública admitiu 40 mil trabalhadores em ano e meio”.

    O secretário de Estado da Administração Pública, João Figueiredo, revelou quinta-feira no Parlamento que simultaneamente, saíram 54.460 trabalhadores, dos quais 28.915 para a reforma.

    “Provedora da Casa Pia recua e assume suspeitas de abusos” na instituição e o lançamento do último livro de Harry Potter são outros temas abordados no DN.

    “Defesa gasta 26 milhões a mais” é a manchete do Correio da Manhã, salientando que o excesso de militares aumenta a despesa.

    Segundo o diário, um grupo de trabalho identificou um número maior de sargentos e cabos no quadro permanente do que o necessário.

    O CM chama ainda à primeira página “Provedora da Casa Pia admite haver indícios de abusos sexuais”, “Maddie: Processo aberto a consulta dia 3 de Janeiro” e “Harry Potter: novo livro recebido com indiferença”.

    O Público noticia “Políticas do mar e concorrência levam Cavaco a alertar Governo”, referindo que o Presidente da República inicia hoje roteiro sobre ciências do mar no Sul do país.

    O matutino titula ainda “Médicos e aborto: Ministro admite queixar-se da Ordem ao MP [Ministério Público]” e “Energia nuclear: ONU diz que o Irão já tem 300 centrifugadoras”.

    “Miúdo da Casa Pia diz que foi violado numa festa popular” é a manchete do 24horas, referindo que dois educadores levaram em Junho seis alunos da instituição a uma associação cultural frequentada por artistas e políticos.

    O jornal destaca também declarações exclusivas do funcionário do Lar Cruz Filipe que foi suspenso nas quais garante que nenhum aluno o acusa de pedofilia.

    O diário adianta ainda que “advogado inglês quer processar os McCann por negligência com os filhos.

    O Jornal de Negócios realça na primeira página “Subida do euro protege poder de compra dos portugueses”.

    De acordo com o JdN, a alta das taxas de juro e da moeda europeia retira três décimas ao ritmo de crescimento da economia.

    “Ministério da Agricultura executa dívidas da Casa do Douro” é outro título de destaque do JdN, revelando que o objectivo é recuperar 3,3 milhões de euros e o Governo quer a situação resolvida até Janeiro.

    O económico destaca ainda que o “Governo já denunciou concessão do [hospital] Amadora-Sintra” e uma entrevista a Jorge Coelho, presidente do congresso da Associação Portuguesa para o Desenvolvimento das Comunicações, na qual diz que “Núcleo duro da PT e PTM não pode ser o mesmo”.

    O Diário Económico puxa para a capa “Empresários sentem retoma mas exigem mais”.

    O DE ouviu 20 empresários e economistas e a resposta foi: “a retoma é uma realidade mas são precisas mais reformas”.

    O económico publica com a sua edição de hoje uma revista que “dá” as “100 respostas sobre a sua reforma”.

    O Semanário realça na capa uma entrevista ao presidente do Tribunal de Contas, Guilherme Oliveira Martins, na qual diz: “Defino com o PGR [Procurador-Geral da República] a prioridade aos processos de grandes obras, regras de concursos e mecanismos de adjudicação”.

    “Fernando Seara prepara-se para defrontar António Costa em 2009” é outro título do Semanário que adianta que o autarca de Sintra poderá ser candidato do PSD à presidência da Câmara de Lisboa.

    “Resolução do Governo sobre Estradas de Portugal é ilegal” é a manchete do Semanário Económico.

    De acordo com o jornal, a resolução do conselho de ministros que define o prazo de 75 anos (até 2083) para a concessão da rede rodoviária nacional à Estradas de Portugal é ilegal.

    “Negociações entre BCP e BPI: Pinhal e Ulrich já têm acordos parciais para a fusão”, “Banco de Portugal avança para fiscalização aleatória do crédito á habitação” são outros títulos do Semanário Económico que destaca ainda entrevista ao ex-presidente do banco Português do Atlântico, João Oliveira.

    A selecção portuguesa de futebol e os novos equipamentos alternativos que vão ser estreados sábado contra a Arménia merecem hoje grande destaque nas primeiras páginas dos jornais desportivos.

    “Vamos fazer a festa”, uma frase de Cristiano Ronaldo, serve de base ao jornal A Bola para a sua manchete, ilustrada com uma fotografia com o jogador do Manchester United “Vestido para ganhar em 2008”.

    Também o Record se centra no novo equipamento, mas apresenta dois “modelos”, pedindo a Maniche e Veloso que “Sujem a camisola” num jogo fundamental para as aspirações portuguesas no apuramento para o Euro2008.

    O “modelo” escolhido por O Jogo para apresentar o equipamento alternativo da selecção é Nani, segundo o qual “Vamos ao Euro´2008”.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.