Revista de Imprensa Nacional


 

Lusa/ AO   Nacional   12 de Out de 2007, 06:29

Os novos incentivos às saídas da Função Pública, o mercado de trabalho, o Congresso do PSD e o Orçamento de Estado para 2008 estão hoje nas capas da imprensa matutina de Lisboa.
“Saída da Função Pública vai ter prémio”, anuncia o Correio da Manhã, referindo-se ao diploma aprovado quinta-feira em Conselho de Ministros para entrar em vigor a 01 de Janeiro de 2008.

    Entre os incentivos propostos pelo Governo está o pagamento de 50 a 70 por cento do salário do funcionário público que adira ao regime de mobilidade especial e peça uma licença extraordinária para trabalhar no sector privado.

    Este tema é igualmente manchete no Diário de Notícias, sob o título “Mais dinheiro para quem sair voluntário da função pública”.

    O espaço principal do Público é dedicado ao Orçamento de Estado para 2008, que hoje é apresentado, anunciando que este ano há uma “boa execução orçamental” mas pairam “nuvens negras” sobre o que vai acontecer no próximo ano.

    O Jornal de Notícias destaca números do mercado de trabalho, afirmando que em dois anos entraram no mercado 64 mil pessoas mas só 22 mil conseguiram colocação.

    “Emprego só para um terço dos novos trabalhadores”, anuncia o matutino, que revela ainda que mais de dois terços dos novos empregos foram criados na Região Centro, registando-se quebras nas Regiões Norte, Lisboa e Algarve.

    A inauguração da Igreja da Santíssima Trindade, hoje à tarde em Fátima, merece atenção nas primeiras páginas do Público (“Nova igreja abre hoje e é a quarta maior do mundo” e do Diário de Notícias (“Nova igreja de Fátima abre hoje e recebe Papa em 2008”), que publica ainda uma foto com os últimos trabalhos de preparação do novo espaço religioso.

    O Jornal de Notícias chama a atenção para o XXX Congresso do PSD, que hoje começa em Torres Vedras, e no qual Luís Filipe Menezes, vencedor das eleições directas de 28 de Setembro, vai ser consagrado como novo líder social-democrata.

    “Menezes chama notáveis”, anuncia o jornal, referindo que o novo líder se rodeou de uma equipa de técnicos para preparar o discurso de abertura, em que deverá criticar o Orçamento de Estado para o próximo ano.

    O jornal diz ainda que a equipa de Menezes, ainda não conhecida, deverá incluir ex-ministros como Ângelo Correia, Couto dos Santos e Arlindo de Carvalho.

    O Correio da Manhã destaca ainda a operação policial desencadeada quarta-feira no norte do país, anunciando que “PSP apanha cadastrados suspeitos de centenas de assaltos com armas”.

    O 24horas dá seguimento à manchete de quinta-feira e ocupa a primeira página de hoje com o título “polícia inglesa já identificou o pai biológico de Maddie”, referindo que o dador de esperma é de Birmingham “e estava em Inglaterra quando a menina desapareceu no Algarve”.

    O matutino adianta que Gerry McCann “continua a jurar que ele é que concebeu a criança…” e diz que o porta-voz do casal acusou o 24horas de mentir, “mas não respondeu às 10 perguntas” enviadas pelo matutino sobre como foi feita a inseminação artificial para o nascimento da criança.

    O Semanário destaca o XXX Congresso do PSD que hoje começa em Torres Vedras para garantir que os “discursos serão 10% sobre o passado e 90% sobre o futuro”.

    O jornal escreve que as “primeiras escolhas de Menezes e lugares na direcção do PSD e no grupo parlamentar são as maiores polémicas”.

    O Semanário refere-se ainda à visita que o presidente da República efectuou aos Açores para comentar que “líderes regionais desautorizam Cavaco Silva, referindo que a visita “foi desastrosa do ponto de vista estratégico”.

    O Diário Económico garante o que diz ser um “exclusivo - Orçamento em primeira mão”, anunciando em manchete que as “empresas com creche pagam menos IRC”, mas em contrapartida “Reformados pagam mais impostos”.

    O jornal diz que o governo prevê arrecadar 700 milhões de euros em privatizações, que o IRS vai baixar para as famílias que vivam em casa arrendada e que o ritmo de crescimento previsto para as receitas fiscais “cai para metade”.

    O Jornal de Negócios anuncia em manchete que o “Governo baixa IRS a famílias com mais de um filho” e que “cada criança valerá mais deduções à colecta”, referindo que se trata de inovações do Orçamento de Estado (OE) para 2008.

    No que diz respeito à Função Pública, os “trabalhadores do Estado afinal mantêm suplementos remuneratórios em 2008” e que o défice do OE vai ficar em 3 por cento, “abaixo do previsto”.

    O jornal especializado em economia publica uma entrevista com o presidente da Vodafone, na qual António Carrapatoso anuncia que vai entrar na corrida à PTM, a empresa de telecomunicações da PT que se vai cindir da casa-mãe.

    Também o Semanário Económico publica hoje uma entrevista com António Carrapatoso, na qual o líder da Vodafone se queixa de “demasiada promiscuidade entre o poder político e os grupos económicos”, defendendo a existência de uma Autoridade da Concorrência “muito forte”.

    O principal título do jornal vai para o preço da electricidade, que vai aumentar “entre 3% a 6% em 2008, referindo que o Governo “garante aumento moderado das tarifas eléctricas e sempre inferior ao do ano passado, que foi de 6%”.

    Em tempo de paragem nos campeonatos, à espera do Azerbeijão-Portugal de sábado, os matutinos desportivos dedicam as capas de hoje a temas como os “142 golos de Nuno Gomes no Benfica”, às promessas do paraguaio Cardozo de que vai render mais no clube encarnado e à análise ao desempenho do central leonino Tonel.

    A Bola fez as contas aos tentos apontados pelo avançado português ao serviço do Benfica, revelando o que diz ser “toda a verdade”, como o facto de Nuno Gomes marcar golos a cada 157 minutos desde que jogue acompanhado no ataque.

    Deixado sozinho à frente no ataque, o jogador precisa de 194 minutos para conseguir enfiar a bola na baliza adversária.

    Em O Jogo é o paraguaio Cardozo, uma das apostas do Benfica para esta época, que agradece a “paciência” dos adeptos da Luz e “promete render mais”, enquanto nos treinos que tem marcado é outro dos reforços, o argentino Bergessio.

    O Record anuncia “Tonel no top”, referindo que o jogador, ex-FC-Porto (juniores), ex-Académica e ex-Marítimo, já marcou 20 golos e é 5º no ranking de sempre do Sporting e o 2º melhor em actividade na Liga.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.