Revista de imprensa nacional


 

Lusa/AO   Nacional   10 de Set de 2008, 06:35

O arranque do ano lectivo e um relatório da OCDE, que diz que o ensino secundário tem oito alunos por professor, e o incidente em Portimão, no qual um homem, foi baleado fazem hoje as manchetes dos jornais.
O Jornal de Notícias faz manchete com o título “Secundário tem oito alunos por professor”, citando um relatório da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico).

    O jornal escreve que o melhor rácio de alunos por professor dos mais de 30 países analisados num relatório da OCDE, relativo ao ano de 2006, pertence a Portugal.

    Segundo o documento divulgado na terça-feira, no ensino secundário há um professor para cada oito alunos inscritos.

    O matutino destaca ainda que Portugal conquistou terça-feira as primeiras medalhas nos Jogos Paralímpicos Pequim2008, no torneio individual de boccia BC1, no qual João Paulo Fernandes arrecadou o ouro e António Marques a prata.

    “Baleado com 4 tiros na esquadra” é a manchete do Correio da Manhã, referindo-se ao incidente de terça-feira no interior de uma esquadra de Portimão.

    Um homem de 55 anos atingiu, no interior da esquadra, um indivíduo de 31 anos que foi transferido em estado crítico para um hospital de Lisboa.

    De acordo com o jornal, em causa poderá estar uma cobrança difícil de 20 mil euros que o homem alvejado tentava executar.

    “Pai faz vindimas para pagar livros” dos filhos”, “General na reserva com 5.915 euros por mês” e “Gang dispara contra polícia em Sintra” são outros títulos do CM.

    O Diário de Notícias revela que “Há 15 razões que dão direito a despedimento na função pública”.

    Duas classificações negativas, cinco faltas seguidas ou dez interpoladas sem justificação, insultos às instituições públicas ou à Constituição, desvio de dinheiro e extravios de documentos são alguns motivos para ser despedido.

    O novo estatuto disciplinar da função pública entra em vigor a 01 de Janeiro 2009.

    Na capa, o diário anuncia ainda que Pedro Passos Coelho e Pedro Santana Lopes não apoiam novo congresso no PSD.

    O jornal sublinha ainda que “Ministro [da Administração Interna] culpa veto [à lei orgânica] de Cavaco por atraso em pôr polícias na rua”.

    O Público destaca na primeira página o arranque do ano lectivo 2008/09 titulando “85 professores dizem o que vão fazer para melhorar a escola”.

    O diário realça também o relatório da OCDE no qual é referido que Portugal é o país da União Europeia que, ao nível do 2º ciclo do básico, dedica menos tempo ao ensino da língua e da Matemática.

    O 24horas titula “Negócio de terrenos dá em tiroteio na esquadra” de Portimão, contando que um homem foi baleado com três tiros e está em perigo de vida no hospital.

    “Antigo assessor acusa Fátima Felgueiras de esconder uma fortuna” e “José Sócrates prometeu dar manuais de borla mas afinal não é assim” são outras chamadas de capa do 24horas.

    O Jornal de Negócios puxa para a capa “Funcionários públicos antecipam reforma usando a mobilidade”.

    De acordo com o jornal, o número de funcionários públicos que pediu para sair do Estado aumentou de 65 para 318.

    O económico destaca ainda que as “famílias vão ter de apertar o cinto por mais um ano” pois os salários vão sofrer aumentos moderado e as taxas de juro vão manter-se altas.

    Na primeira página, o Diário Económico escreve “Portugal menos atractivo para as empresas”, explicando que o país passou da 43ª para a 48ª posição no “ranking” que mede o ambiente de negócios.

    O económico destaca ainda que as regras para despedir no Estado vão avançar em Janeiro e os incentivos para as PME.

    A revista Focus escolheu hoje para manchete o título “Sufoco da classe média”, referindo-se ao aumento do custo de vida e aos salários baixos.

    O seleccionador Carlos Queirós e uma alegada agressão de um jogador do FC Porto a outro do Benfica, captada por câmaras dos “encarnados”, fazem hoje as capas dos matutinos desportivos.

    “Realista e diplomata”, é o título de O Jogo, referindo-se a Carlos Queirós, em dia de jogo com a Dinamarca para o apuramento para Mundial de 2010 na África do Sul.

    O matutino explica que o técnico que deixou de ser adjunto de Alex Ferguson no Manchester United para substituir o brasileiro Scolari à frente da selecção portuguesa de futebol “recusa cartão de crédito no futebol” e pode chamar o centrocampista Maniche à equipa.

    O jornal destaca ainda a nova polémica no Benfica-FC Porto da segunda jornada da Liga, uma vez que “Benfica reclama sumaríssimo para Rodriguez” num lance com Nuno Gomes.

    “Queirós quer espectáculo”, assinala A Bola, ao lado de uma foto do seleccionador de Portugal, sorridente, referindo que a selecção lusa “procura vitória rumo ao Mundial-2010”.

    Para isso, diz o jornal, Deco, Carlos Martins, Nani, Simão e Hugo Almeida vão estar “no ataque aos golos”.

    O matutino diz que “Aimar (Benfica) ainda é hipótese para jogo com o Sporting” e que o guarda-redes sportinguista Rui Patrício, que se lesionou terça-feira no Portugal-Irlanda em selecções sub-21, está “em dúvida para Barcelona”.

    O Record dedica a manchete ao caso da alegada agressão de Rodriguez a Nuno Gomes, titulando “guerra da cebola [alcunha do avançado portista, ex-Benfica], afirmando que o clube da Luz “denuncia agressão”.

    O jornal acrescenta que as “águias exigem sumaríssimo para o uruguaio” e que a “Liga só actua se houver queixa”.

    O matutino desportivo destaca ainda que o técnico do Sporting, Paulo Bento, “mantém tabu sobre a continuidade” no clube, referindo que “ciclo termina em 2009”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.