Açoriano Oriental
República financia com 5,4 ME projeto de novas captações de água na Praia da Vitória

O Ministério do Ambiente e Energia (MAEn) vai apoiar, com cerca de 5,4 milhões de euros, o projeto de criação de novas captações de água no concelho de Praia da Vitória, na ilha Terceira

República financia com 5,4 ME projeto de novas captações de água na Praia da Vitória

Autor: Susete Rodrigues/AO Online

De acordo com um comunicado do ministério, este projeto vai permitir “a inutilização de furos atualmente em operação e que se situam na proximidade de uma área que está potencialmente contaminada por hidrocarbonetos, em resultado da presença militar norte-americana, na Base das Lajes”.


Será também financiado um “plano de análises da qualidade da água proveniente de antigos furos, com base num programa de monitorização que decorrerá enquanto as novas captações não estiverem concluídas”.


O plano inclui o reforço ao subsistema de água da Agualva, que “implica a criação de novas captações, a construção de redes de abastecimento, remodelação de furos, reservatórios e hidropressores, bem como a consequente minimização de utilização dos furos do Pico Celeiro, Areeiro e Barreiro”, adianta o comunicado.


Este investimento irá servir uma população de 15 mil pessoas, residentes na Agualva, Fontinhas, Lajes, Santa Cruz, São Brás e Vila Nova (freguesias da Praia da Vitória), resultando na criação de “duas unidades de captação, na construção e reabilitação de 10 quilómetros de rede de abastecimento e ainda numa capacidade de armazenamento em reservatórios de 3 mil metros cúbicos”.


De acordo com o protocolo de financiamento do Ministério do Ambiente e Energia, estabelecido com a empresa municipal Praia Ambiente e com o apoio do Fundo Ambiental, a este projeto de reforço do subsistema serão destinados 5,3 milhões de euros, distribuídos pelos anos de 2024 (1,593 milhões de euros), 2025 (3,186 milhões) e 2026 (531 mil euros).


Já o Plano de Monitorização Especial da Água para Abastecimento Público do Concelho da Praia da Vitória, que teve um parecer positivo do Laboratório Nacional de Engenharia Civil e que foi aprovado pela Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos dos Açores, consiste na “realização de constantes análises aos furos e à rede de abastecimento de água para consumo humano, existentes junto às áreas contaminadas por hidrocarbonetos”, o Ministério do Ambiente e Energia, através de um segundo protocolo celebrado entre o Fundo Ambiental e a Praia Ambiente, “destinou mais 100 mil euros.


Citada no comunicado, a Ministra do Ambiente e Energia, Maria da Graça Carvalho, refere que “identificada que está a fonte de contaminação, junto às áreas de captação da água que serve o concelho da Praia da Vitória, este investimento vem implementar medidas urgentes de correção e de monitorização contínua”.


Maria da Graça Carvalho diz ainda que “para este Governo, assegurar a qualidade da água a todos é um desígnio inquestionável”.


O financiamento deste projeto está a cargo do Fundo Ambiental, entidade tutelada pelo Ministério do Ambiente e Energia.



PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados