Chile

Réplicas abalam região atingida por sismo forte

Réplicas abalam região atingida por sismo forte

 

Lusa / AO online   Internacional   15 de Nov de 2007, 17:24

Duas réplicas de magnitude 6,8 e 6,2 na escala de Richter abalaram o norte do Chile, um dia depois de um forte sismo ter provocado dois mortos e 15.000 desalojados.
Segundo o Instituto de Geofísica dos Estados Unidos (USGS), os dois abalos fortes ocorreram em Antofagasta, 1.260 quilómetros a norte da capital, Santiago do Chile, com três minutos de intervalo: o de 6,2, às 12:03 locais (15:03 em Lisboa) e o de 6,3 às 12:06 locais.

Nove minutos depois, às 12:15, foi sentida uma nova réplica, de magnitude 5,6 na escala de Richter.

Desconhece-se se estas réplicas provocaram vítimas ou danos materiais.

Quarta-feira, a mesma região foi abalada por um forte sismo de 7,7 na escala de Richter, que também foi sentido no Peru, Bolivia e Brasil.

Além de dois mortos e 15.000 desalojados, o sismo de quarta-feira provocou mais de 150 feridos.

Cerca de 4.000 casas ficaram destruídas ou danificadas, segundo as autoridades chilenas.

O governo chileno enviou toneladas de alimentos, água e medicamentos para a região afectada.

Centenas de residentes em Tocopilla, uma cidade portuária com 27.000 habitantes, dormiram em viaturas ou tendas à porta das suas residências.

As autoridades locais disseram que os desalojados recusaram passar a noite em abrigos disponibilizados pela protecção civil por recearem que as suas casas sejam saquedas.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.