Rendas das SCUT de São Miguel são investimento

Rendas das SCUT de São Miguel são investimento

 

Lusa/AO online   Regional   5 de Nov de 2013, 14:17

O secretário regional do Turismo e dos Transportes dos Açores garantiu que as rendas das SCUT (estradas sem custos para o utilizador) na região representam um "investimento" e não uma despesa.

O governante, que falava aos jornalistas à saída de uma reunião da Comissão de Economia do parlamento açoriano, na cidade da Horta, respondia às críticas da Câmara do Comércio e Indústria dos Açores, que entende que as rendas das SCUT em São Miguel não devem ser contabilizadas como investimento.

"Aquilo que está no Plano [regional para 2014] corresponde efetivamente a investimento. Não nos podemos esquecer de que, no caso concreto das SCUT, é um investimento faseado ao longo do tempo", insistiu o titular da pasta dos Transportes no Governo dos Açores.

Vítor Fraga sublinhou, por outro lado, que os valores previstos no Plano e Orçamento para 2014, em matéria de rendas, representam uma "redução muito significativa" em relação àquilo que era a expetativa inicial.

"Se nós fizermos hoje a projeção do custo deste investimento, para o período de concessão, teremos uma redução de cerca de 360 milhões de euros", destacou.

O secretário regional repetiu ainda que prevê ter concluído até ao final deste ano o Plano Integrado de Transportes dos Açores, que vai permitir uma "maior interligação" entre os transportes aéreos, marítimos e terrestres.

"Pretende-se, com este plano, assegurar efetivos ganhos de eficiência, ao nível do transporte global, possibilitando a todos os cidadãos açorianos, e a todos os que nos visitam, uma maior capacidade ao nível da sua mobilidade", frisou.

O Governo Regional pretende também definir, em 2014, novas regras de serviço público no transporte marítimo de passageiros e carga rodada e rever as atuais obrigações de serviço público no transporte aéreo inter-ilhas, com vista a "baixar os custos" das tarifas e tornar o serviço "mais eficiente".

A Secretaria Regional do Turismo e dos Transportes vai contar, no próximo ano, com um volume total de investimento público superior a 160 milhões de euros, segundo dos documentos orçamentais entregues no parlamento da região pelo executivo açoriano.

O parlamento dos Açores iniciou hoje dois dias de audições aos membros do Governo Regional no âmbito da apreciação das propostas de Plano e Orçamento para 2014, que serão debatidas e votadas em plenário no final do mês.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.